Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2538 | Euro R$ 5,5963
Search

Criança e adolescente morrem soterradas em Teresópolis; óbitos no RJ sobem para 8

Menino de 7 e jovem de 14 não resistiram a deslizamento, que deixou outros dois feridos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de março de 2024 - 15:31
90 pessoas foram resgatadas de ocorrências relacionadas à chuva, segundo bombeiros
90 pessoas foram resgatadas de ocorrências relacionadas à chuva, segundo bombeiros -

Subiu para oito o número de mortos por conta de ocorrências relacionadas às chuvas no estado do Rio de Janeiro. O último óbito confirmado foi em Teresópolis, na Região Serrana; um adolescente de 14 anos foi encontrado soterrado nos escombros deixados pelo desabamento de um imóvel na comunidade da Coréia, neste sábado (23).

Um outro óbito decorrente do mesmo deslizamento de terra já havia sido confirmado, mas a idade da vítima só foi comprovada pela Defesa Civil do município nesta tarde. A vítima também era menor de idade: uma criança de 7 anos, do sexo masculino.


Leia também:

➢ Maricá segue em estágio de Alerta e acolhe moradores em escola municipal

➢ Deslizamentos deixam feridos na Baixada e em Petrópolis

➢ Rio-Teresópolis é interditada devido ao grande volume de chuva; pista já reabriu


Dois adultos, não identificados, que viviam em um imóvel próximo ao dos menores, também ficaram feridos com o deslizamento, mas foram resgatados com vida. O deslizamento aconteceu por volta das 2h15. A família dos menores de idade também conseguiu sobreviver ao deslizamento. Segundo a Prefeitura de Teresópolis, eles estão sendo acompanhados em um abrigo pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

Além dos casos em Teresópolis, o estado também registrou, desde o início dos temporais na noite de quinta (21), outros quatro óbitos em Petrópolis, um em Duque de Caxias e um em Arraial do Cabo. Segundo o Corpo de Bombeiros, 90 pessoas foram resgatadas com vida de ocorrências ligadas às fortes chuvas.

A Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec-RJ) afirmou que tem equipes mobilizadas 24 horas em todo o estado atuando em parceria com o Corpo de Bombeiros nos acionamentos e com o Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ) no monitoramento de situações de emergência.

Matérias Relacionadas