Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Número de mortos em decorrência das chuvas subiu para 7 no Estado do Rio

São Gonçalo e Niterói seguem com esquema especial, mas não há registros de ocorrências graves ou com vítimas na região

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de março de 2024 - 09:16
Em Petrópolis, situação é mais crítica
Em Petrópolis, situação é mais crítica -

O número de mortes pela chuva no Estado do Rio de Janeiro subiu para sete pessoas no começo da manhã deste sábado (23). A informação foi confirmada pelo Comitê de Chuvas RJ, que cuida das ações de combate aos efeitos do temporal nascidades fluminenses.

Em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, um homem morreu depois de ser atingido por um raio no Pontal do Atalaia. Em Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, um homem se afogou depois que o caminhão que dirigia caiu num rio.

Na manhã deste sábado (23), uma criança de 4 anos foi retirada com vida dos escombros em Petrópolis. O pai dela, de 25 anos, foi encontrado morto após o desabamento da casa de uma família no bairro Independência. Cinco pessoas foram retiradas com vida do local. Quatro óbitos foram confirmados.

Em Teresópolis, também na Região Serrana, o Corpo de Bombeiros atua nas buscas por uma vítima que estaria soterrada sob os escombros de uma casa que desabou, na comunidade da Coreia. Duas pessoas foram resgatadas com vida pelos bombeiros. Um óbito foi confirmado.


Leia também:

Chuvas: desabamentos causam 3 mortes em Petrópolis

Homem morre atropelado na BR-101, em São Gonçalo


Bombeiros militares especializados em salvamento em desastres e cães farejadores do canil do Corpo de Bombeiros foram destacados para auxiliar nas buscas.

Em todo o estado, o Corpo de Bombeiros foi acionado para cerca de 100 ocorrências relacionadas às chuvas. Pelo menos 90 pessoas foram resgatadas com vida. As ocorrências também incluem cortes de árvores, deslizamentos de terra, desabamento e inundações.

São Gonçalo - Devido à previsão de chuva volumosa entre sexta (22) e domingo (24) para todo o Estado do Rio de Janeiro, a Prefeitura de São Gonçalo, através da Defesa Civil do município, está mobilizando equipes que ficarão de prontidão para possíveis emergências durante todo o fim de semana.

O município possui 25 sirenes instaladas em áreas de risco geológico que são acionadas em dias de chuva, quando a precipitação pluviométrica atinge um limite pré estabelecido para o seu acionamento. Com o acionamento da sirene, os moradores residentes nessa área devem se dirigir ao Ponto de Apoio por meio de uma rota segura.

A Defesa Civil reitera que os pontos de apoio são abertos logo após o acionamento da sirene, ficando em funcionamento até que todos os alojados possam retomar para suas residências. Nestes pontos, recebem suporte de funcionários da Secretaria de Assistência Social.

Em caso de emergência, a Defesa Civil de São Gonçalo recomenda que a população ligue para os números: 199 ou (21) 98737-0807 (Defesa Civil) ou 193 (Bombeiros).

Niterói também mantém esquema especial. Na cidade e em SG, não houve registros de ocorrências graves
Niterói também mantém esquema especial. Na cidade e em SG, não houve registros de ocorrências graves |  Foto: Divulgação

Niterói - A Secretaria Municipal de Defesa Civil informa que Niterói segue em estágio de atenção em razão da previsão de chuvas fortes até domingo. Os maiores acumulados em 12 horas foram registrados em Maria Paula (99,0 mm); Várzea das Moças (97,4 mm); Sapê (93,4 mm) e Caramujo (88 mm).

Em seis horas, os maiores acumulados de chuva ocorreram em Maravista (31,6 mm); Maceió (30,6 mm); Sapê (29,8 mm) e Travessa Beltrão (29,8 mm). Os maiores acumulados no período de uma hora foram registrados em Maria Paula (8,6 mm); Morro do Estado (6,6 mm); Travessa Beltrão (6,4 mm) e São Francisco 1 (5,0 mm).

Até o momento, houve oito ocorrências de queda de galhos ou árvores. Não há registro de vítimas.

Matérias Relacionadas