Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Niterói apresenta as bicicletas do sistema de compartilhamento Nit Bike

Quando totalmente implantado, o serviço terá 50 estações, 46 para adultos e quatro para crianças

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 01 de março de 2024 - 08:26
O investimento anual será de cerca de R$ 8,5 milhões
O investimento anual será de cerca de R$ 8,5 milhões -

As primeiras bikes do serviço gratuito de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Niterói estão chegando na cidade. Elas são do modelo de passeio e possuem o roxo como cor predominante. O sistema Nit Bike, nome escolhido por uma consulta pública na plataforma Colab com 5.240 votos, vai começar a operar nos próximos meses, com 10 estações, que serão expandidas gradativamente. Quando totalmente implantado, o serviço terá 50 estações, 46 para adultos e quatro para crianças, em um raio de 5 km do Centro de Niterói, totalizando 600 bikes oferecidas gratuitamente no município. O investimento anual será de cerca de R$ 8,5 milhões.

“Havia muita hostilidade em relação às bicicletas na cidade quando iniciamos a implantação da malha cicloviária. O programa Niterói de Bicicleta foi desenvolvido com muita escuta. Foram muitas audiências públicas, muitos momentos e muitas oficinas para que a gente buscasse aquilo que toda a comunidade da bicicleta e do Niterói queria. E a gente teve um resultado muito bom vendo o que temos hoje. Através do Nit Bike vamos oferecer um serviço com um viés social importante, porque será acessível a todos, além de garantir mais mobilidade para a população de forma ambientalmente limpa. Esperamos que as bicicletas sejam muito bem utilizadas e que elas sejam um sucesso e possam contribuir para tornar a bicicleta cada vez mais uma opção de transporte em Niterói. Vamos em frente, continuando a construir uma cidade vibrante, sustentável e centrada no cidadão”, destaca o prefeito de Niterói, Axel Grael.


Leia também: 

Caixa abre inscrições para concurso com mais de 4 mil vagas

Voltaram? Lara Jucá aparece dançando música do rapper gonçalense Orochi


Icaraí, São Lourenço, Barreto, Ingá, São Domingos, Gragoatá e Boa Viagem são alguns bairros que serão contemplados. Neste primeiro estágio, a Prefeitura assumirá os custos do serviço, oferecendo viagens gratuitas de até uma hora. Excedendo esse tempo, será aplicada uma multa proporcional. Além disso, há planos de integração com empresas locais, permitindo a instalação de estações patrocinadas, expandindo a área de cobertura e reduzindo os custos municipais. O uso das bicicletas será facilitado por um aplicativo exclusivo, de onde será possível desbloquear as bicicletas.

Filipe Simões, coordenador do Niterói de Bicicleta, expressa sua satisfação com a realização desse serviço tão aguardado.

"Ter um sistema de bicicleta compartilhada é um sonho dividido com muita gente que acredita nessa pauta como uma solução que vai impactar o dia-a-dia e que vai melhorar muito a vida das pessoas que se deslocam pela cidade. A bicicleta é parte indissociável de Niterói. É a cara e a maneira mais agradável, sustentável e inclusiva de se deslocar pela cidade. É a opção pelo transporte individual motorizado que não é barulhento e poluidor. Niterói é a cidade que, hoje, mais investe em mobilidade urbana sustentável através do incentivo do uso da bicicleta, da caminhada e do transporte urbano público. Nos últimos quase 10 anos, implantamos o maior bicicletário público do Brasil, mais de 80 km de ciclovia, criamos a ciclovia mais movimentada do país e seguimos ampliando a malha cicloviária da cidade", ressalta Filipe Simões.

Expansão das ciclovias – A Prefeitura vai criar novas ciclovias para viabilizar a interligação entre as estações do sistema de compartilhamento de bicicletas. As novas pistas exclusivas para os ciclistas serão criadas em ruas no Gragoatá, Ingá, Icaraí e São Francisco, totalizando um acréscimo de 2,75 Km à malha cicloviária da cidade, que chegará a 83,75 Km.

Contadores de ciclistas – A Coordenadoria Niterói de Bicicleta está implantando em locais estratégicos da cidade o sistema Contabike, um sistema de monitoramento automático composto por 11 contadores que serão um avanço significativo na coleta de dados sobre o uso de bicicletas na cidade. Os contadores estarão posicionados na Avenida Amaral Peixoto, Rua São Lourenço, Avenida Roberto Silveira, Rua Benjamin Constant, na orla de São Francisco, na Avenida Irene Lopes Sodré, na Rotatória de Camboinhas, nos acessos ao túnel Charitas-Cafubá e no Parque Orla Piratininga. Na Avenida Marquês do Paraná, além do ponto de contagem, também será colocado um totem com display mostrando os dados do contador em tempo real.

Matérias Relacionadas