Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,4266 | Euro R$ 5,8667
Search

Doze são presos e mulher é baleada em operação contra lavagem de dinheiro

Ação investiga esquema de lavagem de dinheiro do tráfico

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 09 de julho de 2024 - 14:38
Na Zona Norte do Rio, 22 escolas foram afetadas por operação
Na Zona Norte do Rio, 22 escolas foram afetadas por operação -

A Polícia Civil do Rio de Janeiro deu início, nesta terça-feira (09), à segunda fase da operação de combate a um esquema de lavagem de dinheiro associado ao tráfico de drogas. Os agentes saíram para cumprir 26 mandados de prisão em diferentes estados; até o início da tarde, 12 pessoas já haviam sido presas. Na Zona Norte do Rio, a ação acabou desencadeando um tiroteio, que terminou com uma moradora baleada na perna.

Batizada de "Operação Rota do Rio 2", a ação investiga um grupo de organizações acusado de trabalhar com as facções Comando Vermelho e Família do Norte. Com entrepostos em diferentes regiões do país, as empresas teriam movimentado cerca de 126 milhões de reais, de origem ilícita, em dois anos. Além do Rio, a ação também cumpriu mandados no Amazonas, Paraná, São Paulo e Santa Catarina.


Leia também:   

Criminosos de Itaboraí controlam provedores de internet e moradores denunciam

Jovem confundido com traficante rival é espancado e baleado no Jardim Catarina


No Rio, a Polícia realizou uma operação no Complexo da Maré, na Zona Norte da capital, para cumprir os mandados. Segundo os agentes, eles teriam sido recebidos por criminosos armados, que teriam provocado uma troca de tiros na comunidade. Uma moradora acabou ficando ferida e foi levada ao Hospital Getúlio Vargas, na Penha, após sofrer um disparo na perna. Segundo a unidade, seu quadro de saúde é estável.


Autor: Reprodução/Redes Sociais | Descrição:

Relatos de moradores afirmam que mais de 40 viaturas entraram na comunidade logo no início da manhã para a ação, que acabou afetando 22 escolas da rede municipal e duas da rede estadual do Rio. Pelo menos uma Clínica da Família na Zona Norte precisou suspender as atividades por conta do confronto, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Essa é a segunda etapa da operação, que teve sua primeira fase no último mês de junho. A ação é baseada em uma série de investigações realizadas pela Polícia Civil do Rio entre 2017 e 2021, que descobriram uma rota ilegal de distribuição de drogas pelo país organizada por criminosos do Rio e do Amazonas.

Matérias Relacionadas