Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,0671 | Euro R$ 5,438
Search

Acusado de matar argentina em Búzios vai a júri popular

O réu Carlos José França responde por homicídio qualificado; A argentina tinha se mudado para a região há apenas três dias

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 01 de abril de 2024 - 16:57
A argentina tinha se mudado para a região há apenas três dias
A argentina tinha se mudado para a região há apenas três dias -

Por unanimidade, os desembargadores da 8ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro negaram o pedido de habeas corpus da defesa de Carlos José França, acusado pelo crime de homicídio qualificado por matar, a facadas, a argentina Florencia Aranguren, no dia 6 de dezembro do ano passado, em Búzios, na Região dos Lagos.

A argentina tinha se mudado para a região há apenas três dias. A defesa alegava "constrangimento ilegal quanto a materialidade que sustenta a prisão preventiva" e reclamava da "falta de celeridade no andamento processual", o que foi negado pelo colegiado, que entendeu a inexistência de prazo do decreto de prisão preventiva.


Leia mais

PRF apreende 21kg de drogas em abordagem na BR 101

Adolescente é baleado a caminho de escola em São Gonçalo


Carlos José foi preso em flagrante por atacar a vítima, que caminhava com um cachorro em direção à Praia de José Gonçalves, com golpes de objeto cortante no pescoço e na cabeça, o que foi comprovado posteriormente em laudo médio com manchas de sangue em sua roupa. Com isso, foi confirmada a decisão em primeira instância, que determinou que ele irá a júri popular. A audiência do caso foi realizada no dia 30 de janeiro. Na ocasião, o juízo da 2ª Vara de Búzios ouviu o réu e 11 testemunhas. Ele responde por homicídio qualificado.

Matérias Relacionadas