Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Entregador é baleado por PM que se recusou a buscar pedido em portaria no Rio

Jovem está internado em estado grave

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 05 de março de 2024 - 16:26
Entregador ficou caído no chão baleado ainda com a bolsa da entrega
Entregador ficou caído no chão baleado ainda com a bolsa da entrega -

Um entregador de 24 anos foi baleado por um cliente, policial militar, que se recusou a buscar pedido na portaria de um condomínio em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio, na noite desta segunda-feira (4). Nilton Ramon de Oliveira está internado em estado grave.

A confusão teria começado depois que o cabo da PM teria se recusado a pegar seu pedido com o entregador na portaria do condomínio. A discussão teria se iniciado no chat do aplicativo de entrega e terminado já na lanchonete, para onde o policial foi após o jovem voltar com o pedido.


Leia também:

PM procurado por assassinato de advogado no Rio se entrega

Polícia Civil realiza operação contra cobranças abusivas na venda de repelentes 


Os dois continuaram a se desentender na Praça Saiqui, onde fica a lanchonete, e o entregador chegou a filmar a briga. Em determinado momento, o PM teria atirado no trabalhador, o que, no entanto, não foi registrado pelo vídeo, mas teria sido testemunhado por pessoas que estavam no local.

Segundo uma testemunha, o policial teria até prestado os primeiros socorros á vítima, porém logo entrou no carro e foi embora do local. O militar alegou que atirou em legítima defesa depois que Nilton teria tentado pegar sua arma.

O jovem foi atingido na coxa e precisou ser operado. Ele segue internado no CTI do Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Zona Norte da capital. Já o PM se apresentou na 30ª DP (Marechal Hermes). A Corregedoria da Polícia Militar abriu um procedimento para apurar o fato.

Matérias Relacionadas