Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Brasileiro é preso na Bolívia após ter nome incluído na lista vermelha da Interpol

Reginaldo Mera Rodrigues é acusado de assassinar a companheira em Corumbá (MS); O homem, que estava foragido, será extraditado para o Brasil

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 09 de janeiro de 2024 - 15:50
Acusado de matar a esposa, Reginaldo foi preso na Bolívia
Acusado de matar a esposa, Reginaldo foi preso na Bolívia -

A polícia boliviana prendeu, na última sexta-feira (5), um brasileiro procurado por tráfico de drogas e pelo homicídio da esposa, em Corumbá (MS), no dia 31 de dezembro de 2022.

Foragido desde 2019, Reginaldo Mera Rodrigues, de 36 anos, usava nomes falsos e foi encontrado na cidade de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, após ter seu nome incluído na lista vermelha da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).


Leia mais

Polícia investiga morte de jovem encontrada com 3 tiros no rosto na Baixada Fluminense

Dono de depósito de bebidas é executado no Porto da Pedra


De acordo com o jornal boliviano El Deber, funcionários do Departamento de Análise e Inteligência Criminal da Bolívia (DACI) abordaram um homem brasileiro com atitude suspeita, que inicialmente se identificou como Leandro Ferreira da Silva, para não ser reconhecido. Após a análise de suas impressões digitais e o cruzamento de informações com a polícia do Brasil, foi confirmado que se tratava do foragido.

Reginaldo será extraditado para o Brasil e entregue para as autoridades competentes para responder aos crimes de feminicídio, tráfico de drogas e identidade falsa.

O assassinato de Naiade Aparecida Gutterres Weidas, de 35 anos, aconteceu na casa do casal, na Alameda Rita de Cássia Santana, em Corumbá (MS). De acordo com informações da Polícia Civil, o casal teve uma discussão por ciúmes, quando Reginaldo atirou na companheira duas vezes. O agressor deixou a esposa no hospital e fugiu no carro dela, um Chevrolet Onix branco, que abandonou em seguida.

Durante a investigação, a Policia Civil constatou que Reginaldo poderia ter fugido para o Distrito de Santa Cruz, na Bolívia, onde estaria morando. Assim, o mandado de prisão do autor foi incluído na lista vermelha da Interpol, para que pudesse ser preso em país estrangeiro.

Matérias Relacionadas