Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,8259 | Euro R$ 5,3596
Search

Operação busca traficantes que estariam escondidos no Complexo da Maré

Os cincos são procurados por crimes de tráfico de drogas, homicídio e até o possível envolvimento e ocultação de corpos de indígenas em Aracruz, no Norte do Espirito Santo

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 17 de dezembro de 2023 - 10:09
Os cinco criminosos foram alvos de uma operação integrada
Os cinco criminosos foram alvos de uma operação integrada -

O Disque de Denúncia (2253-1177) divulgou, neste domingo (17), um cartaz para ajudar a Policia Civil do Espirito Santo e a Policia Militar do Rio de Janeiro, a fim de obter informações que levem à localização e prisão de Bryan Lyrio Deolindo, de 32 anos, Atila Gonçalves Nunes, vulgo Taru, de 26, Fábio José de Araújo, vulgo Binha, de 45, seu filho, Leandro Martins de Araújo, de 25 e Adair Fernandes da Silva, vulgo Dadá, de 41 anos.

Os cinco homens são foragidos da Justiça do Espirito Santo e estariam escondidos e sob a proteção de traficantes da Nova Holanda, logados a facção Comando Vermelho, localizada no Complexo da Maré, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio.


Leia mais

Operação policial em presídios apreende mais de mil celulares

Acusado de agredir cachorro é preso em São Gonçalo; confira vídeo


Os cinco criminosos foram alvos de uma operação integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) do Espírito Santo. A operação aconteceu na manhã da última terça-feira (12) e durou cerca de cinco horas, contando com apoio da Polícia Civil capixaba e do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar do Rio.

Os traficantes são procurados por crimes de Homicídio e Tráfico de Drogas no Norte do Espírito Santo. Eles também são suspeitos de execuções cruéis, incluindo ocultação de cadáver por meio de esquartejamento, nos municípios de Aracruz, João Neiva, Fundão, Colatina, Vitória e Cariacica. Um dos casos envolve o desaparecimento de dois indígenas que faziam parte de uma aldeia de Aracruz, no Norte do Espírito Santo.

Bryan Deolindo, possui em histórico criminal, segundo a Sesp, crimes relacionados a tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e homicídio. Contra ele constam cinco mandados de prisão.

Atila Nunes, está foragido do sistema penitenciário e tem um mandado de prisão em aberto. “Taru” foi condenado por homicídio e deveria cumprir pena de 16 anos em regime fechado. Conforme informações fornecidas pela Sesp, ele está envolvido na morte e ocultação dos corpos de indígenas em Aracruz.

Fabio Araújo fugiu do sistema prisional capixaba, no dia 4 de agosto de 2022, e tem três mandados de prisão em aberto. Seu pai, Leandro de Araujo tem dois mandados de prisão em aberto. Já Adair da Silva, o Dada, possui um mandado de prisão em aberto. 

Quem tiver informações sobre a localização dos foragidos da Justiça do Espirito Santo, favor informar ao Disque Denúncia, pelos seguintes canais de atendimento:

Central de atendimento: (021) - 2253 1177 ou 0300-253-1177

WhatsApp Anonimizado: (021) – 2253-1177 (técnica de processamento de dados que remove ou modifica informações que possam identificar uma pessoa)

Aplicativo: Disque Denúncia RJ

O anonimato é garantido.

Matérias Relacionadas