Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Acusado admite ter estuprado e matado menina encontrada morta na Baixada

O corpo de Kemilly foi localizado às margens de um valão

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 11 de dezembro de 2023 - 09:02
Corpo de Kemilly foi encontrado dentro de um saco de ração
Corpo de Kemilly foi encontrado dentro de um saco de ração -

O homem preso após ser acusado de ter desaparecido com uma menina de 4 anos moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, confessou, na delegacia, ter estuprado e matado a criança. Ele foi detido, neste domingo (10), por policiais civis.

O corpo da menina foi encontrado, no início da noite deste domingo, dentro de um saco de ração enterrado às margens de um valão próximo à casa do suspeito, na localidade Beira Rio, no bairro Cabuçu. O próprio acusado, que seria primo da mãe da vítima, confessou ser responsável pela morte e indicou o lugar onde deixou o corpo da criança.


Leia também:

PM detém suspeito de estar envolvido em desaparecimento de criança de quatro anos na Baixada Fluminense

Criança de quatro anos desaparece na Baixada Fluminense 


De acordo com a polícia, Kemilly Hadassa Silva foi morta na madrugada de sábado (9), horas após ser levada de casa, onde estaria dormindo com os dois irmãos. Neste momento, a mãe das crianças, de 29 anos, estaria fora de casa, em um evento de forró, e teria deixado os filhos dormindo sob os cuidados da irmã, que moraria ao lado. Ao retornar para casa, ela não teria encontrado a menina.

Aos agentes, o homem teria admitido que tirou a menina da casa dela pois sabia que ela estaria sozinha. Segundo ele, após o estupro, como a vítima começou a chorar, ele teria começado a cortar seu pescoço, mas depois decidiu enforcá-la. Depois de matar a menina, ele escondeu seu corpo na beira do valão.

O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), de Nova Iguaçu, e os acusados conduzidos à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), em Belford Roxo. Segundo a Polícia Civil, o homem tem passagem por roubo.

Matérias Relacionadas