Crime no Plaza Shopping: acontece hoje a primeira audiência do caso

A audiência acontece dois meses após o crime

Escrito por Redação 02/08/2021 08:26, atualizado em 02/08/2021 09:13
Matheus não teria aceitado ser rejeitado
Matheus não teria aceitado ser rejeitado . Foto: Divulgação

A juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, marcou para hoje (2), às 13h30min, a primeira audiência de instrução e julgamento de Matheus dos Santos da Silva, acusado de matar a facadas Vitorya Melissa Mota, de 22 anos, no dia 2 de junho, no Plaza Shopping, em Niterói. Na decisão, a magistrada também indeferiu o pedido de exame de avaliação psicológica e psiquiátrica apresentado pela defesa de Matheus, que havia requerido a instauração de incidente de insanidade mental do acusado.

Na audiência de instrução e julgamento vão ser ouvidas as testemunhas de defesa e de acusação e, após, será realizado o interrogatório do réu.  Matheus e Vitorya foram colegas de turma de um curso técnico de enfermagem.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Vitorya almoçava sentada junto à praça de alimentação do shopping e Matheus se aproximou para conversar com ela. Em determinado momento ele sacou uma faca da mochila e passou a golpear a vítima, causando sua morte.

Na decisão, a juíza também indeferiu o pedido de instauração de incidente de insanidade mental, considerando que ainda não há elementos que justifiquem a medida.

“A defesa deverá fundamentar tal pleito com eventual documentação médica que o respalde, considerando que não há nos autos qualquer indício de que o réu seja acometido por distúrbio psiquiátrico. O acusado, a princípio, ostentava comportamento funcional, sendo inclusive aluno matriculado no mesmo curso técnico de enfermagem que a vítima cursava.”

LEIA MAIS : 

"Vítima recebeu facadas e caiu no chão agonizando", diz testemunha sobre crime

Mulher morre após ser esfaqueada no Plaza Shopping, em Niterói

Homem comprou faca dentro do shopping minutos antes de matar jovem em Niterói

Autor de crime em shopping de Niterói é transferido para o sistema prisional

A magistrada também determinou que o Plaza Shopping envie, no prazo de cinco dias, as imagens das câmeras de segurança do shopping, gravadas no dia do crime.

“Com o fito de evitar eventual exclusão das imagens do crime do sistema de segurança do shopping center em virtude do decurso do tempo, oficie-se, desde já, ao Plaza Shopping Niterói solicitando a vinda das imagens captadas pelas câmeras de segurança no dia do crime, desde a chegada da vítima, bem como do acusado, até a remoção do corpo. Sem prejuízo, em atenção ao requerimento defensivo já dos elevadores, na forma do item "b" do requerimento defensivo de fl. 213. Consigne-se prazo de cinco dias para resposta, sob pena de busca e apreensão.”

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas