Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Terremoto deixa pelo menos 57 mortos no Japão

Além de tragédia natural, país também teve acidente em avião com 379 passageiros

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 02 de janeiro de 2024 - 16:54
Tremores derrubaram edifícios, destruíram rodovias e geraram tsunamis na costa Oeste japonesa
Tremores derrubaram edifícios, destruíram rodovias e geraram tsunamis na costa Oeste japonesa -

Pelo menos 57 pessoas morreram por conta de um terremoto, de magnitude 7,6, que assolou a província de Ishikawa, no Japão, na última segunda (01). Uma série de sismos registrados no primeiro dia do ano deixou um rastro de destruição na região, além de uma quantidade ainda não divulgada de feridos. 

O país ainda recebeu alguns tsunamis em sua costa oceânica durante a última segunda (01). Segundo a Agência Meteorológica do Japão, por volta das 16h10 desta segunda (01), no horário local, um terremoto com 10km de profundidade foi registrado na península de Noto, província de Ishikawa, e originou uma série de tremores secundários na região Oeste do país.


Leia também:

➢ Após 5 dias desaparecido, youtuber é encontrado enterrado no quintal de amigos em SP

➢ Operação Ano-Novo 2023: PRF registra aumento de acidentes nas rodovias federais do Rio


O impacto do tremor derrubou diversas casas e edifícios, destruiu rodovias e fechou pelo menos cinco estradas na região. O fornecimento de energia e de rede telefônica também foi altamente impactado em diversos lugares da costa Oeste. Estima-se que 33 mil famílias tenham tido a energia cortada pelo terremoto.

O tremor ainda ocasionou diversos incêndios e interrompeu os voos com destino a diversas cidades da região. Ainda não se pode estimar a quantidade total de feridos, já que ainda há indícios de pessoas soterradas em desmoronamentos. Um milhão de agentes militares foram acionados para auxiliar na ações de recuperação na região.

Por conta dos tremores, a Agência de Meteorologia local enviou os primeiros alertas de risco tsunami recebidos pelos japoneses desde março de 2011, na época da onda que atingiu a usina nuclear de Fukushima. Os alertas são emitidos quando a previsão é de ondas coma altura superior a três metros. Alguns tsunamis chegaram a atingir a costa; os maiores tinham 1,2 metros de altitude.

Colisão entre aeronaves deixou cinco mortos
Colisão entre aeronaves deixou cinco mortos |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Avião explodiu em aeroporto japonês

Além das tragédias naturais da última segunda (01), um acidente entre aeronaves também assustou o país nesta terça (02) e deixou cinco mortos. Um avião da Guarda Costeira colidiu com uma outra aeronave, um voo comercial que chegava com 379 passageiros ao aeroporto de Haneda, em Tóquio, capital japonesa.

No avião comercial não houve óbitos; apenas 14 ficaram feridos e não correm risco de vida, segundo informações da emissora japonesa NHK. Já no voo da guarda costeira, cinco dos seis passageiros acabaram não resistindo à batida e morreram no local. O piloto da aeronave sobreviveu, mas foi internado com ferimentos graves, ainda segundo o veículo japonês.

Ainda não se sabe se a colisão teve qualquer relação com os tremores, já que aconteceu horas após os registros. O Ministério dos Transportes está investigando o caso e apurando o que causou a batida.

Matérias Relacionadas