Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Ministro dos Direitos Humanos defende regulação das redes após morte de jovem vítima de fake news

Silvio defendeu a responsabilização das pessoas que propagam conteúdo falso e das empresas por trás das redes sociais

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de dezembro de 2023 - 13:20
Silvio se pronunciou em seu X (antigo Twitter) sobre morte de jovem
Silvio se pronunciou em seu X (antigo Twitter) sobre morte de jovem -

Neste sábado (23), o Ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, defendeu a regulação das redes após a morte de Jessica Canedo, jovem que foi vítima de fake news e sofreu ataques na internet.

Silvio defendeu a responsabilização das pessoas que propagam conteúdo falso e das empresas por trás das redes sociais. "A regulação das redes sociais torna-se um imperativo civilizatório", afirmou o ministro.

Jessica, de 22 anos, teve prints de suposta troca de mensagens com Whindersson Nunes divulgadas por perfis de fofoca no Instagram. Nas imagens, um 'flerte' acontecia entre os dois, e os perfis que divulgaram os prints insinuaram que os dois estavam se relacionando.

A jovem se pronunciou, afirmando que o conteúdo era falso e que estava sendo atacada. Familiares informaram que ela já sofria de depressão.


Leia também: 

Jovem vítima de fake news envolvendo Whindersson Nunes morre aos 22 anos

Whindersson lamenta morte de jovem vítima de fake news


Em seu X (antigo Twitter), Silvio publicou: "Tragédias como esta envolvem questões de saúde mental, sem dúvida, mas também, e talvez em maior proporção, questões de natureza política".

Confira a publicação abaixo.

A Ministra das Mulheres Cida Gonçalves disse, em seu X, que a morte de Jéssica é "fruto da irresponsabilidade de perfis nas redes sociais que lucram com a misoginia e, igualmente, da falta de responsabilização das plataformas".

Matérias Relacionadas