Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Filho que a equipe do Heat "adotou" para cuidar completa 19 anos

Ele chegou na emergência do Hospital, em São Gonçalo, há 17 anos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 31 de janeiro de 2024 - 20:48
Filho que a equipe do Heat "adotou" para cuidar completa 19 anos
Filho que a equipe do Heat "adotou" para cuidar completa 19 anos -

Ele chegou na emergência do Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo, há 17 anos. Estava em coma. Logo, no entanto, foi diagnosticado com distrofia muscular, uma doença degenerativa que afeta os músculos e, além de impedimento de andar, também dificulta a sua respiração. Os médicos não tinham muito esperança dele sobreviver.

Mas o tempo foi passando, uma equipe multidisciplinar entrou em campo, foi cuidando dele e hoje o então pequeno Kauã de Melo Leandro atinge os seus 19 anos. Kaká, como é carinhosamente chamado por todos, é mais do que um paciente: é um hóspede, um filho que a equipe do Heat “adotou” para cuidar e garantir sua saúde.

Por não ter condição de sobreviver sem o suporte dos equipamentos hospitalares, ganhou um ambiente adaptado no setor de pediatria onde recebe todos os cuidados e carinho. Tem acesso ao ensino público com professoras que visitam regularmente o hospital, recebe visitas diárias dos profissionais da unidade que o adotaram. Participa dos eventos comemorativos no setor da pediatria e curte muito as festas do seu aniversário, Páscoa, Junina, copa de futebol, crianças e do Natal.


Leia também

Carnaval terá distribuição de água em todos os setores do Sambódromo

Educação de São Gonçalo inicia ano letivo dia 6 de fevereiro


Todos anos, nesta data, os funcionários se mobilizam para cantar os parabéns para Kauã. Nesta quarta-feira, não foi diferente. Ele ganhou mais uma festa de aniversário – a data de nascimento é 31 de janeiro. -- com direito a bolo, docinhos, picolé, cachorro quente, gelatina, sucos e muito amor.

O Bloco do Kauã também teve muitas marchinhas de carnaval, confete e serpentina. “Todos os anos ele escolhe o tema dos aniversários. Já teve Bombeiros, Flamengo, Minions, WhatsApp entre outros. Este ano aproveitamos o clima do carnaval. Então nos organizamos, junto a equipe de Humanização e Qualidade da secretaria estadual de Saúde, e preparamos tudo para deixa-lo feliz, como sempre”, garante a médica Leila Alves.

Matérias Relacionadas