Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Moradores de condomínio da Lagoinha sofrem com falta de energia

Residencial sofre instabilidade de fases há quase 24h

relogio min de leitura | Escrito por Felipe Galeno | 26 de janeiro de 2024 - 10:36
Condomínio Solar das Amendoeiras, no bairro Lagoinha, em São Gonçalo
Condomínio Solar das Amendoeiras, no bairro Lagoinha, em São Gonçalo -

Depois dos longos episódios de falta de energia no município no final de 2023, moradores de São Gonçalo, também estão enfrentado perrengues com falta de luz em 2024. Dezenas de moradores no Condomínio Solar das Amendoeiras, no bairro Lagoinha, estão há quase 24h sem energia elétrica. Todas as mais de 60 casas estão com instabilidades nas fases e, até a manhã desta sexta-feira (26), sem qualquer previsão de um retorno do fornecimento pleno de energia.

O problema começou na manhã da última quinta-feira (25). Os primeiros relatos de problema com energia começaram às 10h, quando as fases do condomínio sofreram picos de energia. Às 13h, todas as casas do complexo residencial já estavam sem fornecimento pleno de energia, com apenas algumas fases funcionando. A previsão inicial dada pela concessionária Enel era de que uma equipe iria resolver o problema no local até as 23h da quinta (25). No entanto, o dia virou e as casas continuaram sem luz.


Leia também:

Família e amigos se despedem de ‘Nelson Gato’ em SG

Manoel Gomes, cantor do hit 'Caneta Azul', compra mansão em Alphaville


A moradora Rosana Rangel, de 50 anos, é uma das que perdeu eletrodomésticos por conta do problema com as fases. "Já está queimando as coisas, a geladeira. Estamos perdendo alimentos, carnes. Tive que levar coisas pra casa da minha mãe pra não estragar", desabafa a moradora. Além das perdas materiais de cada residência, os equipamentos que garantem a segurança do espaço, na portaria, também correm risco de estragar com a falta de luz.

Rosana Rangel, de 50 anos, é uma das que perdeu eletrodomésticos por contsa do problema com as fase
Rosana Rangel, de 50 anos, é uma das que perdeu eletrodomésticos por contsa do problema com as fase |  Foto: Kiko Charret

"O portão está tendo que ficar aberto direto, com um cone na entrada, por conta do problema", esclarece Marcos Ítalo, de 57 anos, subsíndico do condomínio. As várias câmeras que monitoram o espaço também estão sem funcionar. "Entramos em contato com eles três vezes já e agora já não têm mais previsão de prazo. Eles tinham que mandar uma equipe aqui", conta o subsíndico.

Marcos Ítalo, de 57 anos, subsíndico do condomínio
Marcos Ítalo, de 57 anos, subsíndico do condomínio |  Foto: Kiko Charret

Procurada, a concessionária responsável pela energia no local, a Enel Distribuição Rio,  esclarece que enviou uma equipe ao local para normalizar o fornecimento de energia.

Matérias Relacionadas