Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Alexandre Correa denuncia irmã de Ana Hickmann por desvio de dinheiro

O empresário afirma que Fernanda Hickmann recebeu R$ 40 mil da empresa do qual é sócio com Ana Hickmann

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 10 de janeiro de 2024 - 17:38
Alexandre diz que a transferência foi realizada no dia 18 de dezembro
Alexandre diz que a transferência foi realizada no dia 18 de dezembro -

Alexandre Correa registrou um boletim de ocorrência contra a ex-cunhada, Fernanda Hickmann, nesta quarta-feira (10). Ele acusa a irmã de Ana Hickmann de ter desviado R$ 40 mil de uma das empresas da qual é sócio com a apresentadora e de ter se apropriado ilegalmente de um dos imóveis do ex-casal, onde ela mora com o marido sem pagar aluguel.

O boletim foi registrado na 7ª DP (Lapa), bairro da Zona Oeste de São Paulo. Na denúncia, Alexandre diz que descobriu uma transferência bancária, realizada no dia 18 de dezembro, para Fernanda Inês Hickmann, da qual não foi avisado previamente. Segundo Alexandre, a irmã de Ana Hickmann não tem relação com a empresa.


Leia mais

Visitantes ficam presos em roda-gigante no Rio após falha operacional

Família procura por entregador desaparecido em São Gonçalo


Em resposta ao portal Notícias da TV, o advogado de Correa, Enio Murad, disse que o empresário é inocente das acusações feitas por Ana Hickmann, de que teria dilapidado seu patrimônio e desviado recursos. “Quem está sendo realmente roubado nessa história?”, questionou o profissional.

“Enquanto Alexandre Correa vende objetos pessoais para sobreviver e sofre bullying público e nacional após ser injustamente acusado de desviar recursos de seu próprio patrimônio por sua esposa, a irmã da apresentadora apropria-se ilegalmente de R$ 40 mil (quarenta mil reais) de suas empresas e do lucro pertencente ao casal sem autorização do proprietário-sócio. Além disso, a indigitada senhora reside com o marido no imóvel do ex-casal, sem pagar aluguel ao legítimo proprietário”, afirmou Enio Murad.

Matérias Relacionadas