Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,8367 | Euro R$ 5,3692
Search

Família de Ana Benevides deve entrar com ação judicial contra T4F

Estudante morreu no dia 17 de novembro e laudo aponta que morte foi causada por exaustão térmica

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de dezembro de 2023 - 12:37
Ana tinha 23 anos e estudava psicologia na Universidade Federal de Rondônia (UFR)
Ana tinha 23 anos e estudava psicologia na Universidade Federal de Rondônia (UFR) -

O laudo que confirma a morte de Ana Clara Benevides por exaustão térmica foi apresnetado nesta quarta-feira (27). Após a divulgação, o advogado João Paulo Sales Delmondes, representante legal da família Benevides, afirmou que os parentes da menina pretendem entrar com uma ação judicial por reparação de danos.

Para Delmondes, o documento confirma a falha da Time For Fun (T4F) na organização do evento, e a omissão da empresa quanto à necessidade dos fãs. "O laudo acaba confirmando a falha da organização do evento, sobretudo, a sua omissão com todos os fãs, dificultando o acesso à água e a pontos de hidratação. Isso fez com que a Ana ficasse exposta ao calor extremo e, fatalmente, combinasse com a sua morte", afirmou o advogado.


Leia também: 

Ciep explode em Bangu após tentativa de roubo de tubulação de gás

Retrospectiva 2023: veja as matérias que mais bombaram em setembro deste ano


Delmondes ainda contou que a família de Ana pretende aguardar a conclusão da investigação, para conferir a punição dada para os responsáveis pelo evento e, assim, iniciar as ações judiciais necessárias para reparar o dano.

Ana Clara Benevides morreu no dia 17 de novembro, durante show da cantora Taylor Swift. A apresentação do dia 17 era a primeira das seis apresentações marcadas pela cantora no Brasil. Na ocasião, o Rio de Janeiro atingiu mais de 40ºC de temperatura, e a sensação térmica chegou a quase 60ºC.

O show aconteceu no Estádio Nilton Santos, no Engenhão, com um público de mais de 50 mil pessoas. Ana teve uma parada cardiorrespiratória no início da apresentação, durante a segunda música do repertório da artista. Ela chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas não resistiu e morreu.

O laudo concluiu que a evolução clínica do caso aponta exaustão térmica. Ana sofreu um choque cardiovascular e teve seus pulmões gravemente corrompidos, levando a um quadro de morte súbita. O documento indica que havia um calor extremo no ambiente, que a fã de Taylor foi exposta ao calor difuso, que a exposição foi indireta e que a fonte de calor foi o sol. Ainda, o perito indicou que a menina morreu por hemorragia alveolar e congestão polivisceral.

A entrada com garrafas de água no interior do Engenhão foi proibida por parte da organização do evento. Dentro do estádio, copos de água de 350ml estavam sendo vendidos de R$8 a R$10.

Ana Benevides é de Sonora (MS), mas vivia em Rondonópolis por conta da faculdade. A menina cursava psicologia na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), e sua formatura estava prevista para ainda este ano.

Matérias Relacionadas