Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Após um mês de Vaquinha, família segue lutando para conquistar cadeira postural para a filha

Giovana Barreto Henriques, de 8 anos, tem paralisia cerebral e precisa da cadeira para se locomover, mas para isso, a família precisará desembolsar 20 mil reais no equipamento

relogio min de leitura | Escrito por Rafaela Marques | 07 de dezembro de 2023 - 11:42
Gi usa a cadeira de rodas desde os dois anos de idade
Gi usa a cadeira de rodas desde os dois anos de idade -

No dia 31 de outubro de 2023, O SÃO GONÇALO contou a história da Giovana Barreto Henrigues, uma menina alegre, de personalidade forte e cheia de si, que com apenas 8 anos vive uma rotina intensa de terapias e consultas médicas para o acompanhamento de sua paralisia cerebral. No entanto, essa rotina tem sido atrapalhada por um fator importante: sua cadeira de rodas, que está pequena demais para sua idade, e pesada demais para suas necessidades.

Para que Gi siga realizando os tratamentos de forma frequente, ela depende diretamente de uma boa cadeira de rodas, que facilite sua locomoção e lhe dê conforto, mas há mais de um mês, sua mãe Kamilla, e seu pai, Gilberto, lutam para atingir a meta de 20 mil reais, valor necessário para comprar a cadeira postural ideal para ela.


Leia mais:

Natal Iluminado será inaugurado no Centro e em Itaipuaçu neste sábado (09/12)

Decoração natalina do Campo de São Bento será inaugurada nesta semana


Atualmente, Giovana vai à escola e faz terapias durante quatro dias da semana, em quatro lugares diferentes, todas pensadas em sua evolução e desenvolvimento. São elas: fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, comunicação alternativa, equoterapia, psicomotricidade, hidroterapia, psicóloga e musicoterapia. Entretanto, é no trajeto que as maiores dificuldades se apresentam.

Desde que o transporte gratuito que levava Gi e outras crianças com deficiência foi cortado, Kamilla, que mora em Engenho do Roçado, no bairro Rio do Ouro, em São Gonçalo, precisa pegar quatro ônibus diariamente para fazer com que a filha tenha acesso às terapias. 

Com as dificuldades no transporte, o maior problema que a família tem enfrentado se agrava. A cadeira de rodas de Giovana, que ela usa desde os 5 anos, está pequena, e com a Gi cada vez maior, é essencial que ela troque logo o equipamento, não só pela questão do peso da cadeira, mas pela maior possibilidade de movimentos que a novidade traria para ela. Com a nova cadeira postural, Gi terá mais liberdade para movimentar o equipamento, mais acessibilidade e melhor inclusão social.

Até o momento, a Vaquinha criada por Kamilla para arrecadar o valor necessário para a compra de uma cadeira postural que atenda ao dia a dia de Giovana, já conseguiu R$1.700,00. A meta é alcançar a marca de R$20 mil em doações.

Para conhecer mais da história de Kamilla e Giovana, acesse:

Uma história de amor e luta: Mãe organiza vaquinha para custear cadeira postural para a filha

Clique aqui para contribuir com a Vaquinha!

Serviço

Vakinha da Gi

Pix: 3945919@vakinha.com.br

https://www.vakinha.com.br/3945919

Contatos

Instagram - @giovanahenrigues

Kamilla Barreto - Mãe da Giovana

(21) 99437-2630

Sob supervisão de Marcela Freitas 

Matérias Relacionadas