Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Campanha 10 minutos contra a dengue percorre hospitais estaduais e UPA

As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 30 de novembro de 2023 - 18:22
As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes, que distribuiu cartilha com as principais dicas para evitar a sua reprodução
As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes, que distribuiu cartilha com as principais dicas para evitar a sua reprodução -

O mosquito Aedes Aegypti, vetor de transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya, percorreu vários hospitais estaduais esta semana explicando a pacientes, acompanhantes e funcionários o que deve ser feito para evitar a sua proliferação. Entre as unidades visitadas estavam os Hospitais Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo, e João Batista Cáffaro, em Itaboraí.

Agentes de endemias, profissionais da Saúde e do departamento de Exentos e Qualidade e Humanização da secretaria estadual de Saúde realizaram exposição de vetores das arboviroses nas áreas de convivência das unidades. Nos locais, orientaram o público sobre o ciclo de vida do Aedes aegypti e tarefas a serem adotadas no dia a dia para o enfrentamento ao mosquito.


Leia mais

Morre Renato Abreu, fundador de conhecida empresa de engenharia

Idosa é declarada morta por engano e vai parar viva em necrotério


Com o slogan “O perigo ficou 3 vezes maior: dengue, chikungunya e zika”, a Campanha 10 Minutos Salvam Vidas percorreu ainda enfermarias, emergências e setores administrativos dos Hospitais Estaduais Roberto Chabo, em Araruama, e Zilda Arns, em Volta Redonda; Instituto Estadual do Cérebro, no Rio, e UPA do Colubandê, também em São Gonçalo.

As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes, que distribuiu cartilha com as principais dicas para evitar a sua reprodução. “Nosso objetivo aqui é fazer esta galera se tornar multiplicadores de ações no combate ao mosquito na escola, na rua, em casa etc. Temos que envolver cada vez mais pessoas nas ações de mobilização, conscientização e prevenção de doenças causadas pelo Aedes”, garantiu a agente de endemias.

As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes, que distribuiu cartilha com as principais dicas para evitar a sua reprodução
As crianças internadas nas unidades aproveitaram para fazer fotos com o mosquito Aedes, que distribuiu cartilha com as principais dicas para evitar a sua reprodução |  Foto: Divulgação

Algumas das dicas dadas pelo mosquito Aedes Aegypti aos pacientes e público em geral foram: tapar os tonéis e caixas d’água; manter calhas sempre limpas; deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo; limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia; tampar as lixeiras; limpar os ralos e colocar tela; e manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água.

Tags:

Matérias Relacionadas