Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Vítima recusa acordo com Daniel Alves

Jovem não vê possibilidade de chegar a entendimento com jogador, segundo advogada

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 30 de novembro de 2023 - 17:55
MP da Espanha pediu nove anos de prisão para o atleta
MP da Espanha pediu nove anos de prisão para o atleta -

A jovem de 23 anos que teria, segundo denúncias, sido estuprada pelo jogador brasileiro Daniel Alves, na Espanha, recusou a proposta de acordo do atleta. A advogada Ester García, que representa a vítima, disse em comunicado à imprensa espanhola nesta quinta-feira (30) que a mulher não vê possibilidade de chegar a algum entendimento com o acusado.

Na nota à imprensa, Ester reforçou que "qualquer delito contra a liberdade sexual torna os danos morais e as sequelas irreparáveis", o que impediria que a proposta de indenização feita pelo atleta o livre da prisão, caso seja condenado pelo crime. De acordo com a imprensa local, o ex-titular da Seleção ofereceu uma indenização de 150 mil euros para a jovem.


Leia mais sobre o caso:

➢ Daniel Alves oferece R$ 800 mil para jovem que o acusou

➢ Pedido de liberdade provisória de Daniel Alves é negado pela Justiça espanhola


Daniel já teve quatro pedidos de liberdade negados e segue em prisão provisória desde janeiro. O Ministério Público da Espanha pediu nove anos de prisão para o atleta, que espera pelo julgamento, previsto para acontecer entre o próximo mês de dezembro e o início de 2024.

O suposto crime aconteceu no dia 30 de dezembro de 2022. Segundo a denúncia, Daniel abusou sexualmente da jovem no banheiro de uma boate em Barcelona, capital espanhola. Inicialmente, o jogador negou envolvimento com a mulher. Em depoimentos posteriores, porém, ele confessou ter tido relação sexual com ela, mas alegou que o encontro foi consensual.

Matérias Relacionadas