Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Sem saber que estava grávida, fã de Taylor Swift entra em trabalho de parto na hora do show

Maria Eduarda Mendes, 24 anos, afirmou que as dores começaram cedo, mas pensou que fosse uma cólica, já que não houve alteração no seu ciclo menstrual; Vinda de Cabo Frio, ela sentiu a bolsa estourar enquanto estava no banheiro

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de novembro de 2023 - 11:15
Maria Eduarda Mendes de Araújo Lopes, 24 anos, entrou em trabalho de parto bem na hora do show de Taylor Swift
Maria Eduarda Mendes de Araújo Lopes, 24 anos, entrou em trabalho de parto bem na hora do show de Taylor Swift -

Uma fã da cantora Taylor Swift não pôde presenciar a apresentação da artista por uma razão bem peculiar, mas muito especial. Maria Eduarda Mendes de Araújo Lopes, 24 anos, entrou em trabalho de parto bem na hora do show, sem ao menos saber que estava grávida.

A jovem, que saiu de Cabo Frio, na Região dos Lagos, para ver a apresentação da cantora no último domingo (19) no Engenhão, contou, em entrevista ao g1, que começou a sentir dores pela manhã, mas pensou que fosse cólica, já que não houve alteração no seu ciclo menstrual, e que, inclusive, estava menstruada no dia.


Leia também

Fã de Taylor Swift que morreu no Rio é homenageada em Nova York

➢ CEO de produtora do show da Taylor Swift se pronuncia sobre morte de fã no evento


"Era uma dor que ia e voltava, só que não passava na minha cabeça ser contração de gravidez. Eu fiquei das 10h até a abertura do portão esperando e torcendo para que passasse a dor logo", disse.

Acompanhada de um amigo, Maria Eduarda sentiu as dores ficarem cada vez mais intensas conforme o tempo ia passando.

"Assim que cheguei nas cadeiras a dor piorou muito e pedi para meu amigo cuidar do meu lugar para que eu fosse no banheiro e depois na ambulância. Assim que cheguei no banheiro senti a bolsa estourar. A contração veio absurda", afirmou.

A jovem não chegou a ver o show, somente escutava o som enquanto, ainda tentando entender o que estava acontecendo, ouvia sobre a decisão de ir para o hospital. Na ambulância do show, ela foi levada primeiramente para o Hospital Salgado Filho, onde fez o ultrassom, e, depois, transferida para o Hospital Maternidade Carmela Dutra, onde nasceu Maria Flor.

"Quando a bolsa estourou e entrei na ambulância, eu senti como se ela tivesse já se encaixando pra sair. Eu só vi que era a hora quando o médico me colocou no ultrassom e me avisou que era 100% de chance de ser gravidez de 40 semanas. Eu só teria que fazer força pra sair no parto normal. Foi total surpresa. Eu estava menstruando. Nada me faria cogitar acontecer isso, e no show. Quando cheguei na maternidade, já eram oito centímetros de dilatação", contou.

O amigo que testemunhou esse momento único na vida de Maria Eduarda se chama Fernando Júnior, de 23 anos.

"Ela estava sentindo 'cólica' por aparentemente estar naqueles dias, tomou remédio e tudo. Durante a fila, ela, às vezes, sentia uma cólica que vinha um pouco mais forte e depois acalmava. Perguntei várias vezes se ela queria ir embora que eu ajudava, mas ela dizia que não, que ia aguentar e ficar, até que, por fim, era um bebê", contou.

Fernando estava nas cadeiras, com as coisas dele e da amiga. Como ela não retornou, ele foi até o posto médico do evento e soube que ela havia sido levada para o hospital.

"Fui de encontro ao hospital que ela foi transferida, e, quando cheguei, ela estava terminando o parto, aí fiquei com ela ali e no pós-parto. O pessoal no hospital me entregou a neném, falando que estava com o peso todo certinho, saudável e tudo, uma surpresa mesmo", disse o amigo.

"Eu perdi uma parte do show, mas, obviamente, não fiquei chateado com isso", concluiu Fernando.

Sem sinais de gravidez

Maria Eduarda explicou que não sentiu qualquer sinal de gravidez e mostrou ao portal g1 uma foto tirada no mês anterior, sem apresentar barriga típica de gestação.

Maria Eduarda tirou essa foto em outubro e acredita que já estava com cerca de oito meses de gestação
Maria Eduarda tirou essa foto em outubro e acredita que já estava com cerca de oito meses de gestação |  Foto: Reprodução

"Eu estava trabalhando, carregando criança no trabalho, pegando peso na academia. Eu sempre tive muita cólica forte então pensava que era apenas isso, só me deu realmente a certeza quando a bolsa estourou e o ultrassom veio confirmando", disse, afirmando ainda que já tinha escutado sobre essas histórias, mas que nunca imaginou acontecer com ela.

Chegada do bebê

"Fiquei super feliz escutando o coração. Eu tentei ficar calma. Apesar de tudo ali na hora, eu queria muito ela bem e saudável. Agora quero focar na saúde da minha filha, estar 100%, e, talvez, algum dia, poder levá-la para um show da Taylor, disse a mãe, que guarda com carinho a pulseira do show com as marcas do parto.

Maria Eduarda conta ainda que no hospital todos sugeriram que ela colocasse o nome da criança de Taylor, pelo fato do trabalho de parto ter ocorrido no momento do show. Mas a jovem já tinha o nome Maria Flor guardado para quando chegasse o momento de ser mãe.

Nesta sexta-feira (24), mãe e filha seguem na Maternidade Carmela Dutra. Como não houve pré-natal, o protocolo é realizar todos os exames antes da alta médica.

Matérias Relacionadas