Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Fies terá renegociações com até 99% de desconto; saiba como participar

Profissionais da área da saúde que usaram o Fies podem se beneficiar usando o próprio trabalho para abater a dívida

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 22 de novembro de 2023 - 08:44
Especialista alerta para ter atenção redobrada em propagandas enganosas que prometem facilitar pagamentos na renegociação
Especialista alerta para ter atenção redobrada em propagandas enganosas que prometem facilitar pagamentos na renegociação -

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) tem hoje 1,2 milhões de contratos inadimplentes. Os estudantes que estão endividados já podem renegociar seus débitos. Os descontos podem chegar a 99%. Nesse caso, o estudante precisa estar inserido em critérios como inscrição no CadÚnico e ser beneficiário do Auxílio Emergencial.

Algumas condições precisam ser cumpridas: a renegociação vale para quem aderiu ao Fies até 2017 e tem inadimplência até o final de junho deste ano. A solicitação de acordo deve ser feita até 31 de maio de 2024.


Leia mais: 

MPRJ denuncia mulher que acusou Gabi Martins e Virginia Fonseca de ameaça de morte

Castramóveis do RJPET estarão em São Gonçalo e São João de Meriti


Os canais oficiais para contato de renegociação são apenas a Caixa e o Banco do Brasil, e o processo pode ser feito online.

Especialista alerta para ter atenção redobrada em propagandas enganosas que prometem facilitar pagamentos na renegociação. "O risco do financiamento do Fies é que se trata de um processo longo e pode ser que você venha a atrasar uma ou duas parcelas. A partir daí você pode ser inscrito no cadastro de inadimplentes. Hoje, porém, o governo está trazendo uma série de benefícios para o usuário inadimplente do Fies regularizar sua situação", diz Danilo Henrique Machado, especialista em Direito Estudantil.

No caso da inadimplência atingir um estudante da área da saúde, outras condições são oferecidas. "Em casos assim, você usaria seu próprio trabalho no SUS e nos postos de saúde para conseguir um desconto de 1% para cada mês trabalhado. Além disso, você consegue suspender os pagamentos do Fies durante o período em que estiver trabalhando para o setor público", explica Danilo.

Matérias Relacionadas