Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

MPRJ denuncia mulher que acusou Gabi Martins e Virginia Fonseca de ameaça de morte

Samantha Carla Ramos responderá por denunciação caluniosa

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 22 de novembro de 2023 - 08:21
A denúncia do MPRJ relata que, no dia 05 de fevereiro de 2023, em um intervalo de 20 minutos, Samantha deu início, via internet, a dois procedimentos investigatórios criminais contra a influenciadora e a cantora
A denúncia do MPRJ relata que, no dia 05 de fevereiro de 2023, em um intervalo de 20 minutos, Samantha deu início, via internet, a dois procedimentos investigatórios criminais contra a influenciadora e a cantora -

A 3ª Promotoria de Justiça de São Pedro da Aldeia denunciou, no último dia 31/10, Samantha Carla Ramos por denunciação caluniosa, ao relatar, em boletins separados de ocorrência, que a influenciadora Virgínia Fonseca e a cantora Gabi Martins a teriam ameaçado de morte. De acordo com as investigações, a denunciada não conhece Virgínia ou Gabi e denunciou os fatos à Polícia Civil por promoção pessoal.

A denúncia do MPRJ relata que, no dia 05 de fevereiro de 2023, em um intervalo de 20 minutos, Samantha deu início, via internet, a dois procedimentos investigatórios criminais contra a influenciadora e a cantora, informando que ambas a teriam ameaçado de morte no dia anterior, mesmo não conhecendo as acusadas.


Leia mais: 

Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 51 milhões

Castramóveis do RJPET estarão em São Gonçalo e São João de Meriti


“Em ambos os registros policiais a denunciada não arrolou testemunhas dos fatos, tendo imputado a pessoas diversas a prática de ameaças de morte. Ambas as pessoas acusadas possuem em comum o fato de serem pessoas públicas, de ampla fama no cenário digital. O contorno que se dá aos autos é o de que os delitos foram cometidos por motivo torpe, pois a denunciada visava se promover às custas das reputações das ofendidas”, ressalta um dos trechos da denúncia.

O documento encaminhado à 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, requer a condenação da denunciada pelo artigo 339 do Código Penal, que prevê pena de reclusão de dois a oito anos, pagamento de multa e indenização às vítimas.

Matérias Relacionadas