Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Após volta de Ednaldo a presidência da CBF, Fernando Diniz é demitido da seleção

Dirigente havia prometido a Mario Bittencourt que não tiraria Diniz do Fluminense

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 05 de janeiro de 2024 - 18:33
Fernando Diniz teve sua saída antecipada da Seleção Brasileira
Fernando Diniz teve sua saída antecipada da Seleção Brasileira -

Após retornar ao cargo de presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues demitiu, nesta sexta-feira (05), o técnico Fernando Diniz. O presidente voltou a sua posição por uma decisão liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ednaldo comunicou a decisão, na manhã desta sexta-feira (05), a Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, clube que "dividia" o técnico com a seleção. Posteriormente, Fernando Diniz foi informado da demissão.

O dirigente havia prometido a Mario Bittencourt que não tiraria Diniz do Fluminense.


Leia também

➢ Liminar recoloca Ednaldo Rodrigues na presidência da CBF

➢ Botafogo faz proposta milionária por meia argentino


O técnico dirigiu a seleção brasileira durante seis jogos na eliminatórias da Copa do Mundo de 2026: vitórias sobre Bolívia e Peru, empate com a Venezuela, derrotas para Uruguai, Colômbia e Argentina.

Diniz permaneceu seis meses sob comando da seleção. Ele foi contratado no dia 04 de julho de 2023. Inicialmente, o plano de Ednaldo era que ele ficasse até a chegada de Carlo Ancelotti, em junho de 2024. Mas o italiano acabou renovando com o clube merengue.

No planejamento inicial, o treinador do Fluminense ainda comandaria a seleção por mais dois amistosos, em março, contra Inglaterra e Espanha. Porém, isso não vai acontecer.

O preferido para assumir o cargo para comandar a pentacampeã mundial é o Dorival Júnior, atual treinador do São Paulo. Além da escolha do técnico, Ednaldo também avalia convidar o ex-lateral Filipe Luís para o cargo de coordenador da Seleção.

Matérias Relacionadas