Apuração das escolas de samba do Rio ocorrerá nesta terça (26)

Saiba mais sobre a disputa!

Escrito por Redação 26/04/2022 09:44, atualizado em 26/04/2022 10:22
A Viradouro desfilou no último final de semana
A Viradouro desfilou no último final de semana . Foto: Layla Mussi

Viradouro, Grande Rio, Mangueira, Beija-Flor. Essas são algumas das escolas do Grupo Especial consideradas favoritas para vencer o carnaval do Rio deste ano e, nesta terça-feira (26), o público já terá sua resposta. A apuração oficial das notas das escolas de samba ocorrerá a partir das 16h de hoje. Na disputa, além das escolas já citadas, também estarão a Imperatriz Leopoldinense, a Acadêmicos do Salgueiro, a São Clemente, a Paraíso do Tuiuti, a Portela, a Mocidade Independente de Padre Miguel, a Unidos da Tijuca e a Unidos de Vila Isabel.

Os jurados, que assistiram aos desfiles de todas as escolas no último final de semana, irão julgar os seguintes quesitos: harmonia, samba-enredo, bateria, alegorias e adereços, comissão de frente, enredo, fantasia, mestre-sala e porta-bandeira e evolução. Como já previsto pelo O SÃO GONÇALO, a disputa pode acabar sendo definida nos décimos, que são muito importantes. É necessário lembrar que as menores notas de cada módulo são descartadas ao final. 

Algumas escolas apresentaram problemas com figurinos e com os carros alegóricos e isso pode tirar diversos pontos. 

As vencedoras desfilarão no Desfile das Campeãs no próximo sábado (30).

Viradouro tenta o bicampeonato

 

Erika Januza brilhou na avenida
Erika Januza brilhou na avenida | Foto: Layla Mussi
 

A Viradouro, escola de Niterói, venceu a competição no ano de 2020, quando ocorreu o último carnaval, e espera conquistar a vitória também neste ano. Foi o que disse o presidente da agremiação Marcelinho Calil ao OSG ao explicar o tema do samba-enredo da escola no dia do desfile. “Na verdade, o carnaval de 1919 não teve pausa, mas foi também o movimento pós pandêmico que se assemelha ao de hoje. Falamos do carnaval de 1919, mas o objetivo é incentivar o sentimento de estarmos comemorando a vida e a superação da pandemia. O carnaval de 1919 foi considerado o carnaval do século, não sei se vamos fazer o de século, porque ainda faltam anos para o século atual acabar, mas vamos celebrar a vida”, afirmou. 

A Viradouro levou para a avenida o samba-enredo “Não há tristeza que possa suportar tanta alegria”, que fala sobre o carnaval após a gripe espanhola de 1919 e faz um paralelo com o carnaval deste ano. Nomes como Lore Improta e Erika Januza brilharam na avenida pela escola de Niterói. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas