Paulo Gustavo: a trajetória do ator e seu laço com o município de Niterói

Paulo criou diversos personagens famosos

Escrito por Redação 05/05/2021 14:46, atualizado em 05/05/2021 11:30
Paulo tinha 42 anos
Paulo tinha 42 anos . Foto: Reprodução/Internet

O humorista, diretor, ator, roteirista, e apresentador brasileiro Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros faleceu na noite dessa terça-feira (04), aos 42 anos, por complicações em decorrência do coronavírus. Paulo, que é natural de Niterói, deixa um legado artístico com seus filmes, programas e apresentações teatrais. Ele, que sempre buscava citar a cidade e mostrava seu orgulho em ser do município, criou personagens icônicos, como Dona Hermínia, protagonista dos filmes 'Minha Mãe É Uma Peça' 1, 2 e 3. 

Paulo foi criado em Niterói, junto com sua família, e cursou o ensino fundamental no Colégio Salesiano, localizado em Santa Rosa. Ele morou no município por 35 anos.

O personagem mais marcante de Paulo, Dona Hermínia, foi criado em 2004, no espetáculo de teatro 'Surto', onde Paulo começou a ter mais visibilidade, ainda enquanto estudava artes. Após se formar na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL), no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, em 2005, junto a Marcus Majella e Fábio Porchat, ele esteve na peça 'Infraturas' e começou a aparecer na TV nas séries 'A Diarista' e 'Minha Nada Mole Vida', na Globo, e em 'Prova de Amor', novela da Record. 

Dona Hermínia, no entanto, não foi esquecida e ganhou uma peça só dela em 2006. O nome do espetáculo era 'Minha Mãe É Uma Peça', onde ganhou o Prêmio Shell de melhor ator. Em 2007, ele interpretou o Delegado Lupicínio no 'Sítio do Picapau Amarelo'. Ele apareceu em alguns episódios de outras séries globais como 'Faça sua História' (2008), 'Casos e Acasos' (2008) e 'Divã' (2011). No cinema, ele estava no filme 'A Guerra dos Rocha' (2008), 'Divã' (2009) e 'Xuxa em O Mistério de Feiurinha' (2009), como Caio Lacaio. Ele fez o espetáculo 'Hiperativo' em 2010. 

Ele também fez vários personagens no programa humorístico '220 Volts - A série' (que também surgiu de uma peça de Paulo), exibido pelo Multishow. Em 2012, ele esteve em uma episódio da série 'O Fantástico Mundo de Gregório', também exibido no Multishow. Ele também apresentou o Prêmio Multishow de Música Brasileira algumas vezes.


Leia Mais

Niterói anuncia luto de três dias pela morte do ator e humorista Paulo Gustavo

'Serei um ótimo tio para eles', diz Marcus Majella, em homenagem a Paulo Gustavo

Rua Coronel Moreira César pode virar Rua Ator Paulo Gustavo, em homenagem ao humorista, em Niterói



Em 8 de julho de 2013, estreou a sitcom brasileira 'Vai que Cola', na qual Paulo Gustavo era um dos protagonistas. Ele fez milhões de pessoas rirem com o malandro Valdomiro Lacerda Pinto. Paulo, no entanto, pôde mostrar bem mais o seu talento quando conquistou o papel de roteirista e ator principal no filme 'Minha Mãe É Uma Peça: O Filme', baseada na peça de mesmo nome do humorista. O filme foi lançado em 2013 e vendeu mais de 21,91 milhões de dólares, se tornando um dos grandes sucessos da bilheteria brasileira. Mas, isso ainda era pouco para o que Paulo Gustavo tinha em seu destino. Ainda em 2013, a série 'Paulo Gustavo na Estrada' mostrava os bastidores do ator em sua turnê de teatro pelo país e por outras partes do mundo.

Em 2014, ele fez Aníbal, no filme 'Os Homens São de Marte...e É pra lá que Eu Vou'. O personagem dele era o melhor amigo da protagonista Fernanda, interpretada por Mônica Martelli. Em 2015, ele fez uma participação no 'Ferdinando Show', do Multishow, e esteve no 'Vai que Cola - O Filme'. Em 2016, estreou 'Minha Mãe é uma Peça 2'; em 2017, ele fez uma participação especial no filme 'Fala Sério, Mãe!'; em 2018, ele fez o filme 'Minha Vida em Marte' (a sequência do filme Os Homens São de Marte...e É pra lá que Eu Vou); ainda neste ano ele esteve no filme 'Além da Ilha'; em 2019, estreou o filme 'Minha Mãe é Uma Peça 3', que fez com que mais de 11 milhões de pessoas fossem ao cinema assistir o longa em menos de um mês. Ainda em 2019, ele participou do show musical 'O Filho da Mãe - O Show', onde canta musicas e conta histórias com sua mãe. De 2017 a 2021, ele esteve na sitcom 'A Vila', também do Multishow. 

Os filmes 'Minha Mãe É Uma Peça' tinham cenas em Niterói
Os filmes 'Minha Mãe É Uma Peça' tinham cenas em Niterói | Foto: Divulgação
 

Seu último trabalho foi no especial '220 Volts - Especial de Natal', lançado no dia 22 de dezembro de 2020, onde ele fez vários de seus personagens e deixou mensagens pedindo que as pessoas respeitem a pandemia e usem máscara para evitar a contaminação por Covid-19.

Em seu trabalhos, Paulo sempre citou a cidade de Niterói. Nos três filmes de 'Minha Mãe É Uma Peça', algumas imagens foram feitas na orla da Praia de Icaraí, no Campo São Bento e em outros pontos turísticos do município. Ele sempre deixou claro seu amor pelo município e citava o local em diversas de suas piadas, na TV ou no teatro. 

Alguns dos principais personagens de Paulo eram: Dona Hermínia (Minha Mãe É Uma Peça), Senhora dos Absurdos (220 Volts), Valdomiro Lacerda (Vai que Cola), Anibal (Os Homens São de Marte... E é pra Lá que Eu Vou! e Minha Vida em Marte).

Um dos personagens mais famosos de Paulo era a Senhora dos Absurdos
Um dos personagens mais famosos de Paulo era a Senhora dos Absurdos | Foto: Reprodução/Internet
 

Paulo Gustavo foi internado no último dia 13 de março com os sintomas do coronavírus. Ele foi diagnosticado com a doença, foi entubado e passou por diversos tratamentos. O ator estava reagindo bem ao tratamento até a última segunda-feira (03), quando teve uma embolia pulmonar. Na terça-feira (04), a assessoria confirmou que o quadro de saúde do ator era irreversível e, algumas horas depois, foi divulgada a morte.

Paulo tem dois filhos, Gael e Romeu, que nasceram em 2019. Ele era casado com o médico Thales Bretas desde 2015.

Ele era casado com Thales Bretas e juntos eles tinham dois filhos
Ele era casado com Thales Bretas e juntos eles tinham dois filhos | Foto: Reprodução/Internet
 

A Prefeitura de Niterói postou uma nota sobre a morte de Paulo. "É com muito pesar que a Prefeitura de Niterói recebe a notícia do falecimento do ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19. É uma irreparável perda para nossa cidade e para o Brasil. Paulo sempre defendeu as melhores causas e se mostrou preocupado e engajado na luta contra a pandemia do novo coronavírus e no apoio aos mais vulneráveis. Com relação a Niterói, sempre buscou valorizar a nossa cidade, que ele tanto amava, em seus grandes e inesquecíveis trabalhos. A divulgação que ele fez de Niterói tem um valor inestimável. Manifestamos nossos sentimentos a todos os amigos e familiares".

Nesta quarta-feira (05), a TV Globo irá transmitir o filme 'Minha Mãe É Uma Peça 3', após a novela Império, como uma homenagem ao humorista.

Paulo é uma das mais de 412 mil pessoas que morreram vítimas do coronavírus no Brasil. Por mais que muitos já estejam vacinados, ainda é importante que as pessoas usem máscara, evitem sair de casa e se mantenham distantes um dos outros, segundo recomendações de órgãos da saúde.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas