Sepe confirma falta de merenda em escola na Venda da Cruz

Alunos recebem apenas suco e biscoito na unidade

Enviado Direto da Redação
Merenda é composta apenas de suco e biscoitos, disse Sepe

Merenda é composta apenas de suco e biscoitos, disse Sepe

Foto: Leonardo Ferraz

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe - núcleo São Gonçalo) informou que fez uma vistoria, essa semana, na Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Margarida Maria Garcia de Araujo, que fica dentro do empreendimento ‘Minha Casa, Minha Vida’, na Venda da Cruz, e, segundo a entidade, comprovou denúncias recebidas sobre vários problemas revelados em reportagem de O SÃO GONÇALO.

Além de certificar que a denúncia de que estudantes estariam recebendo a chamada merenda fria (apenas composta por suco e biscoitos) por falta de gás na cozinha permanece, os diretores do Sepe-SG detectaram ainda que faltam professores e que não há nenhum inspetor de alunos no local, mesmo com um concurso público em vigor - que vence no próximo dia 1º - com aprovados esperando serem chamados para exercer o cargo.

O Sepe considera grave a situação da escola, uma vez que os alunos cumprem toda a carga horária de aulas somente alimentados por suco biscoitos.

Recordando - A vistoria do Sepe na Umei Margarida Maria Garcia de Araujo, na Venda da Cruz, foi anunciada na edição da última segunda-feira de OSG, a partir de denúncias recebidas pelo sindicato.

Resposta - A Prefeitura de São Gonçalo informou que “a escola está em fase experimental, ainda não foi inaugurada mas para que os alunos não ficassem sem aula, ela começou a funcionar. Assim que ela estiver plena para o completo atendimento será feita a inauguração”.

Veja mais notícias:


Funcionários da Apae fazem manifestação em frente a Prefeitura de São Gonçalo

Motorista em tratamento é liberado pelo INSS para trabalhar

Prefeitura de São Gonçalo faz obra e piora vazamento no Raul Veiga

Veja também