Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

São Gonçalo reforça ações contra o mosquito da dengue

Município está com médio risco de contaminação

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de janeiro de 2024 - 16:00
Aedes aegypti também é transmissor da zika e chikungunya
Aedes aegypti também é transmissor da zika e chikungunya -

A Secretaria de Saúde e Defesa Civil da Prefeitura de São Gonçalo realiza, nesta semana, as ações de sanitização contra a proliferação do coronavírus e de pulverização de inseticida para o controle do mosquito Aedes aegypti - transmissor da dengue, zika e chikungunya. Tanto a sanitização quanto a pulverização de inseticida são de prevenção.

São Gonçalo está com médio risco de contaminação da dengue neste início de ano. Por isso, a população deve ficar atenta aos cuidados com acúmulo de água parada. Para ajudar no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, os moradores devem evitar qualquer acúmulo de água por menor que seja, fazendo a revisão nos quintais, calhas e depósitos de água em geral sem vedação.


Leia também:

➢ Mega-Sena acumula; próximo prêmio é estimado em R$ 76 milhões

➢ Vídeo de Davi, do BBB24, sendo excluído por brothers viraliza na web


Para combater o coronavírus, a população deve tomar as doses das vacinas disponíveis para os gonçalenses com mais de seis meses e higienizar – sempre que possível – as mãos com água e sabão ou álcool em gel. Este hábito evita muitas outras doenças, principalmente as respiratórias.

Os locais de aplicação – tanto do inseticida quanto da sanitização – são definidos pelo Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental com base nos casos notificados pelo setor de Vigilância Epidemiológica, que aponta os locais com maiores notificações das doenças. As ações acontecem em todos os dias úteis da semana, com exceção de feriados, pontos facultativos e dias chuvosos.

A Vigilância Ambiental mantém um trabalho de pronto-atendimento. Qualquer cidadão pode ligar para o setor e pedir uma visita nos casos de infestação de qualquer vetor. Os pedidos são atendidos, em média, em uma semana. Nesses casos, os agentes averiguam a denúncia e realizam a ação necessária para acabar com os vetores. As denúncias podem ser feitas pelo telefone da Vigilância Ambiental (21) 3195-5198, ramal 1008 ou da Coordenação de Vetores (21) 2604-6446.

Programação do controle das arboviroses:

Segunda-feira (29): Anaia Grande, Coelho, Galo Branco, Novo México e Antonina

Terça-feira (30): Anaia Pequeno, Arrastão, Barracão, Lindo Parque, Barro Vermelho e Itaoca

Quarta-feira (31): Maria Paula, Jóquei, Monjolos, Largo da Ideia, Jardim Catarina e Palmeiras

Quinta-feira (01): Engenho do Roçado, Vila Candoza, Estrela do Norte, Covanca, Mutuapira e Cruzeiro do Sul

Sexta-feira (02): Camarão, Porto Novo, Amendoeira, São Miguel, Santa Catarina e Mutuá

Programação do controle do coronavírus:

Segunda-feira (29): Porto do Rosa e Neves

Terça-feira (30): Almerinda e Santa Catarina

Quarta-feira (31): Nova Cidade e Brasilândia

Quinta-feira (01): Mutuá e Rocha

Sexta-feira (02): Mutuapira, Cruzeiro do Sul e Trindade

Matérias Relacionadas