Mortos no Salgueiro foram atingidos por vinte tiros

Polícia Civil investiga o caso

Enviado Direto da Redação
Durante a madrugada, homens foram flagrados andando pelas ruas de fuzil

Durante a madrugada, homens foram flagrados andando pelas ruas de fuzil

Foto: Reprodução

Por Daniela Scaffo

A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí investiga o caso dos dois corpos que foram deixados por um ônibus, no Pronto Socorro de São Gonçalo, no final da noite desta segunda-feira (7). No total, a dupla foi atingida por 20 tiros.

Segundo a polícia, criminosos armados teriam interceptado um motorista da viação Icaraí, na Estrada da Conceição, próximo ao acesso da comunidade conhecida como Morro do Céu, em Itaúna. Eles teriam obrigado o motorista a levar dois baleados ao hospital: um deles, negro, de aproximadamente 25 anos, que não foi identificado, atingido por 15 disparos; o outro, identificado como Luis Fernando Marinho de Assis Junior, de 24 anos, que foi baleado por cinco tiros.

A PM chegou a ir na localidade, por volta das 22h30, para averiguar o caso. No local, eles foram recebidos a tiros, não tiveram como revidar os disparos e cancelaram a missão. Já às 23h45, a polícia recebeu a informação de que os dois corpos teriam sido deixados no Pronto Socorro.

O caso - De acordo com informações preliminares, o traficante 3N, acompanhado de cerca de 20 homens fortemente armados, foram até uma localidade conhecida como Central e trocaram tiros com integrantes da facção rival. Durante o confronto, dois criminosos do Comando Vermelho (CV) foram mortos pelo “Bonde do 3N”, em uma espécie de “baque” do TCP em um dos “quartéis-generais” da facção rival no Estado do Rio.

Veja também