Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3352 Euro up 5,5644
Search

Polícia identifica homem que atacou drag queen a golpes de foice em São Gonçalo

Acusado atraiu vítima para sua casa na Trindade

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 11 de outubro de 2017 - 08:42
Mandado de prisão por tentativa de homicídio foi expedido
Mandado de prisão por tentativa de homicídio foi expedido -

“Essa raça tem tudo que morrer mesmo!”. De acordo com as investigações, essa foram as palavras de Thiago Correa Faria, 27, antes de atacar a golpes de foice um cabeleireiro, de 19 anos, que também é drag queen, e um jovem, de 20, no último dia 28, na Trindade, em São Gonçalo.

Em pouco tempo de investigação a delegada Carla Tavares, titular da 73ªDP (Neves) conseguiu identificar e pedir a prisão do acusado. O mandado de prisão temporária foi expedido na manhã de ontem pela 4ª Vara Criminal de São Gonçalo.

Uma das vítimas, que recebeu os títulos de Princesa Gay Região dos Lagos e foi consagrada a 1ª Miss Universo Gay do Rio de Janeiro, comemorava com os amigos em um bar próximo à Praça Trindade, a viagem que faria para participar do concurso Miss Brasil Universo Gay.

A drag queen, que não estava caracterizada (montada) no momento, bebia com um amigo, que também é homossexual, quando por volta das 2h saíram da lanchonete, onde já tinham visto o agressor, e seguiram para a Praça da Trindade, onde o acusado se aproximou.

“Inicialmente ele não demonstrou intimidade com as vítimas, mas na praça ele pediu o isqueiro e iniciou uma conversa. As vítimas conversaram com ele e na hora de ir embora todos seguiram juntos”, explicou a delegada.

Os três seguiram pelo bairro, onde mora o agressor e uma das vítimas. “O cabeleireiro ia viajar no dia seguinte e precisava pedir um uber para preparar as malas, mas estava com o telefone sem bateria. Nesse momento, o Thiago ofereceu que parassem na casa dele para que o celular fosse carregado”, explicou a delegada.

Ao entrarem na casa de Thiago, a miss universo gay sentou para cara conectar o carregador, e o amigo foi ao banheiro.

“Do banheiro ele ouviu os gritos e quando saiu já viu o amigo ferido. O agressor deu golpes de foice, mas por sorte, a vítima estava de boné e protegeu um pouco. O amigo lutou com Thiago e conseguiram fugir”, disse a delgada, que foi ao local do crime.

“A casa estava completamente suja de sangue e até o boné da vítima estava lá. Ele só fugiu. Não houve preocupação em mudar a cena do crime”, descreveu Carla.

Thiago é considerado foragido e responde por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

“Não há duvida quanto a autoria. Ele foi reconhecido pelas vítimas e testemunhas. Temos que destacar que não pode ter medo de denunciar. Quanto mais tempo a vítima se calar, mais tempo o autor terá para continuar atuando. É um crime de ódio e precisamos da ajuda da população para denunciar o paradeiro do autor”, finalizou.

As vítimas foram socorridas e uma delas levou mais de 40 pontos no pescoço, cabeça, braço e nariz. Qualquer informação que ajude a polícia encontrar o autor pode ser repassada para o WhatsApp da delegacia. 98371-5841. O anonimato é garantido.

Relembre o caso:

Drag queen é agredida com foice na Trindade em São Gonçalo

Matérias Relacionadas