Polícia investiga morte de jovem em Maricá

Larissa morreu na madrugada de domingo

Enviado Direto da Redação
Larissa Santos da Silva

Larissa Santos da Silva

Foto: Divulgação

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) iniciaram uma investigação para apurar a causa da morte de uma jovem, de apenas 18 anos, em Maricá. Larissa Santos da Silva morreu na madrugada de domingo, após dar entrada no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, com suspeita de envenenamento.


Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Gabriel Poiava, uma amiga de Larissa contou que a vítima, antes de dar entrada na unidade de saúde, confessou que havia sido forçada a beber um líquido que pudesse ter algum tipo de medicamento ou mesmo um veneno.


De acordo com informações, não confirmadas pela polícia, Larissa estava grávida e teria realizado um procedimento abortivo. O feto, já sem vida em seu útero, teria causado infecções que acabaram levando a jovem à morte.


A polícia, no entanto, não confirma nenhuma possível causa do óbito. O delegado afirmou que só após os exames específicos, poderá afirmar se a jovem morreu por envenenamento, infecção ou qualquer outro motivo. O corpo de Larissa foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói.


Leia mais: 

Sub-tenente da Polícia Militar é baleado em tentativa de assalto em Niterói

Justiça ouve testemunhas em caso de morte de família em São Gonçalo

Soldado do Exército é suspeito de ligações com traficantes

Veja também