Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

PM e mais cinco são indiciados por furto caixa eletrônico em São Gonçalo

A Corregedoria da PM acompanhou as investigações. Quatro integrantes do grupo foram detidos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 29 de março de 2024 - 09:14
Homens arrombaram uma farmácia e efetuaram o corte do caixa eletrônico, retirando o compartimento onde estavam armazenadas as cédulas
Homens arrombaram uma farmácia e efetuaram o corte do caixa eletrônico, retirando o compartimento onde estavam armazenadas as cédulas -

A Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) concluiu o inquérito do furto de um caixa eletrônico, ocorrido em janeiro do ano passado, no bairro Monjolos, em São Gonçalo, Região Metropolitana. Seis pessoas foram indiciadas por envolvimento no crime, incluindo um policial militar, e todos tiveram prisões preventivas decretadas. A Corregedoria da PM acompanhou as investigações. Quatro integrantes do grupo foram detidos.

​A ação contou com a participação de cinco criminosos, que arrombaram uma farmácia e efetuaram o corte do caixa eletrônico, retirando o compartimento onde estavam armazenadas as cédulas. O prejuízo financeiro foi de mais de R$ 200 mil. Os autores foram surpreendidos por ​policiais ​militares e ​efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a guarnição. Após o confronto armado, os criminosos se evadiram do local.


Leia mais: 

Suspeitos tentam explodir caixa eletrônico de farmácia em Marambaia

Homens tentam arrombar caixa eletrônico em São Gonçalo


As investigações comprovaram que ​u​m policial militar ​e​ um outro homem, oriundo da cidade de Joinville, ​em Santa Catarina, eram os líderes da associação criminosa e mentores do crime, bem como os responsáveis por executá-lo.​ Eles foram auxiliados por mais três indivíduos, dos quais dois fizeram a vigilância do perímetro. Um sexto homem emprestou o veículo para a prática do furto.

O criminoso catarinense foi preso em flagrante, em abril do ano passado, pela prática da mesma espécie de crime. Outros dois foram capturados no início deste mês, por agentes da DRF. E o policial militar se entregou, nesta quarta-feira (27/03), na 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar.

Dentre os dois que não foram presos, um está desaparecido. A Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) conduz esta investigação. O outro homem encontra-se foragido da Justiça, e diligências seguem para localizá-lo. Qualquer informação pode ser passada diretamente para a DRF ou por meio do Disque Denúncia. O anonimato é garantido.

Matérias Relacionadas