Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Comerciante é executado com 30 tiros na Baixada

Segundo relatos, homem teria se recusado a pagar taxa para milicianos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 15 de março de 2024 - 22:17
Carlos Henrique foi morto enquanto fechava padaria, na noite desta quinta (14)
Carlos Henrique foi morto enquanto fechava padaria, na noite desta quinta (14) -

Um homem de 50 anos foi executado por criminosos durante a noite desta quinta-feira (14) em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Dono de uma padaria na região, Carlos Henrique Rodrigues Pinto foi atingido por cerca de 30 disparos. Relatos de pessoas próximas a vítima afirmam que ele havia se recusado a pagar uma taxa cobrada ilegalmente por milicianos, que são acusados pelo crime.

O comerciante estava fechando seu estabelecimento na hora em que foi atingido. Os autores dos disparos fugiram do local e, quando os policiais militares do 39º BPM (Belford Roxo) chegaram ao local, a vítima já estava morta. Ele era dono da padaria há cerca de 20 anos e deixa a esposa e três filhos. O sepultamento aconteceu na tarde desta sexta (15), no Cemitério de Nova Iguaçu.


Leia também:   

Tenente condenado por morte de juíza em Niterói é expulso da PM

➢ Comerciante morre em tiroteio entre PMs e bandidos em Belford Roxo


Relatos iniciais apontam que, nos últimos dias, a milícia que atua na região vinha intensificando a cobrança de taxas ilegais a comerciantes na Baixada. Os grupos paramilitares estaria pedindo valores mensais aos estabelecimentos, que variavam e podiam chegar a até 150 reais por mês em alguns casos. Testemunhas indicam que Carlos se recusou a atender o pedido dos milicianos, que teriam se vingado.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada para a perícia e registrou a ocorrência. A Delegacia informou que está realizando diligências para identificar a autoria e esclarecer a motivação do crime. Até o momento, ninguém foi preso.

Matérias Relacionadas