Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Acusado de participar de assassinato de advogado no Rio é preso

Outros dois suspeitos continuam foragidos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 05 de março de 2024 - 09:25
Suspeito foi detido por policiais da DHC
Suspeito foi detido por policiais da DHC -

Um homem acusado de envolvimento na morte do advogado Rodrigo Marinho Crespo foi preso, na manhã desta terça-feira (5), por agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). Ele é a terceira pessoa identificada por participação no crime. Outras duas pessoas já foram apontadas por envolvimento no homicídio e estão sendo procuradas.

De acordo com a polícia, o preso teria sido um dos responsáveis por vigiar e monitorar a vítima nos dias que antecederam o crime e também no dia do fato. Na ocasião, ele teria utilizado um carro semelhante ao usado pelos executores.


Leia também:

Polícia tenta prender suspeitos da morte de advogado no Centro do Rio; vítima foi vigiada por pelo menos 3 dias

Advogado é assassinado em frente à OAB no Rio 


O acusado era assessor do Departamento de Patrimônio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), com um salário de R$ 6 mil. Embora tenha sido exonerado do cargo no dia 29 de fevereiro, o suspeito teve sua exoneração suspensa nesta segunda-feira (4), segundo o G1, ou seja, ele poderia voltar a trabalhar já nesta terça (5).

Os outros dois homens acusados de participação no assassinato ainda são procurados pela polícia. Os alvos são um policial militar de 39 anos lotado no 15º BPM (Duque de Caxias) e um homem de 47 anos.

O advogado Rodrigo Marinho Crespo foi morto a tiros, na tarde da última segunda-feira (26), na Avenida Marechal Câmara, no Centro do Rio, em frente ao escritório em que era sócio.

Matérias Relacionadas