Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Casal é preso por maus tratos a cachorros em São Gonçalo

Elas foram detidas por agentes da 72ª DP (Mutuá)

relogio min de leitura | Escrito por Renata Sena | 01 de março de 2024 - 14:28
Os animais chegaram a ser resgatados pela equipe de policiais da 72ª DP (Mutuá), mas um deles não resistiu e morreu
Os animais chegaram a ser resgatados pela equipe de policiais da 72ª DP (Mutuá), mas um deles não resistiu e morreu -

Um casal de mulheres foi preso após ser denunciado por abandono e maus tratos a dois cachorros, no Mutuá, em São Gonçalo. Os animais chegaram a ser resgatados pela equipe de policiais da 72ª DP (Mutuá), mas um deles não resistiu e morreu. O outro está se recuperando bem e vai morar em outro lar.

De acordo com a polícia, o resgate dos animais aconteceu depois que um vizinho das acusadas procurou a delegacia e contou que os cães estavam abandonados no quintal. De imediato os policiais foram até o endereço e localizaram os dois cachorros.

Um dos cães já estava inerte, embora ainda com vida. O outro, apesar de ainda se movimentar, também estava muito debilitado, segundo a polícia. Os cães foram levados para um atendimento emergencial, mas um deles não resistiu e morreu.


Leia também: 

Sobrevivente da bomba de Hiroshima faz 100 anos e ganha homenagem

Maricá entrega 30 casas reformadas em cinco bairros da cidade




Segundo a veterinária que atendeu os animais, o cachorro apresentava um quadro de desnutrição severa, anorexia, hipotensão, cianose, hipotermia, hipocorado, desidratação severa com infestação de pulgas e carrapatos, com diarreia sanguinolenta intensa e êmese.

As duas mulheres foram presas em flagrante e vão responder pelo crime, que é inafiançável.

“Coibir o ato de abandono de animais é contribuir diretamente para a redução do sofrimento animal, para o controle populacional e, principalmente, para a manutenção do equilíbrio ecológico das espécies.Todo e qualquer cidadão é peça fundamental para que os princípios da saúde e bem-estar únicos sejam alcançados”, destacou Diogo Alves, presidente do CRMV-RJ.

Matérias Relacionadas