Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Agentes apreendem celulares em presídios de Niterói e Japeri

Vistoria em penitenciária de Niterói terminou com aparelhos confiscados

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de janeiro de 2024 - 15:11
Senappen trabalha em sistema de bloqueio de sinal de celulares no sistema prisional, segundo Secretaria
Senappen trabalha em sistema de bloqueio de sinal de celulares no sistema prisional, segundo Secretaria -

Um total de 25 aparelhos celulares foram apreendidos durante uma ação da  Polícia Penal em presídios no município de Niterói e em Japeri, na Baixada Fluminense. A ação, que aconteceu nesta quarta-feira (24), fiscalizou celas em três presídios e acabou resultando na transferência de um suspeito preso para isolamento. 

Um homem preso na Penitenciária Laércio da Costa Pellegrino, conhecida como Bangu 1, foi levado para o isolamento, acusado de usar um celular apreendido para crimes de extorsão. Uma sindicância foi aberta pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) para apurar o caso. 


Leia também:  

➢ Pai é baleado enquanto impedia que a filha fosse agredida pelo marido em São Gonçalo

➢ Carnaval nas ruas de Niterói começa dia 27 no Barreto


Boa parte dos smartphones seriam usados em um esquema de extorsão realizado de dentro do sistema prisional, segundo apuração inicial. Todos os aparelhos confiscados foram levados para a 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). A Delegacia investiga o caso. 

A secretária Maria Rosa Lo Duca Nebel comentou a operação e disse que a Seap tem aumentado as ações para impedir a entrada de itens ilícitos durante as revistas em unidades prisionais. 

"Apenas em 2023, foram apreendidos, ao todo, mais de 8 mil aparelhos celulares. Além disso, por meio de uma parceria com a Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), a secretaria está trabalhando para viabilizar um sistema de bloqueio de sinal de aparelhos celulares no sistema prisional", disse a secretária.

Matérias Relacionadas