Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,8259 | Euro R$ 5,3596
Search

Zinho negociou por uma semana os termos de sua rendição junto à PF

Miliciano está isolado em uma cela 5 m² em Bangu 1

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de dezembro de 2023 - 16:36
Zinho, um dos criminosos mais procurados do estado do RJ
Zinho, um dos criminosos mais procurados do estado do RJ -

A PF (Polícia Federal) prendeu Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho, o miliciano mais procurado do estado do Rio de Janeiro, no fim da tarde deste domingo (24). Segundo informações divulgadas pelo G1, os advogados do criminoso procuraram a Secretaria Estadual de Segurança Pública para solicitar um contato na Polícia Civil com intuito de negociar sua rendição, há cerca de uma semana.

Poucas pessoas sabiam dessas negociações. Depois de a PF deixar o criminoso na porta de entrada do sistema penal fluminense, no fim de tarde do domingo (24), em Benfica, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) realizou uma operação para transferi-lo ao Complexo Penitenciário de Gericinó. A operação durou cerca de uma hora.

Ainda de acordo com o veículo, um comboio com pelo menos 50 homens do Grupamento de Intervenção Tática (GIT), do Serviço de Operações Especiais (SOE) e da Divisão de Busca e Recaptura (Recap), todos da Seap, foi mobilizado para levar o criminoso da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino, conhecida como Bangu 1, de segurança máxima, na Zona Oeste.


Leia também

Criminoso mais procurado do RJ, Zinho é preso pela Polícia Federal


As duas prisões possuem cerca de 35 Km de distância. Agentes da PF deixaram Zinho em Benfica pouco antes das 23h. Por volta da meia-noite, Zinho já estava em Bangu 1.

Ainda segundo divulgado pelo G1, o miliciano está isolado em uma cela 5 m² e, num primeiro momento, não poderá receber banho de sol. Em relação à estrutura do local, a cama é feita de alvenaria, inteiriça à parede, com um colchão. A mesma estrutura dá numa pequena cômoda onde são servidas as refeições. O criminoso está na galeria reservada a milicianos.

Zinho estava foragido desde 2018, e tinha 12 mandados de prisão em aberto. 

Matérias Relacionadas