Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Polícia Civil prende mulher acusada de dopar e matar ex-companheiro em Itaboraí

A perícia apontou que a morte foi causada por hipoxemia por constrição cervical causada por asfixia mecânica

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 18 de dezembro de 2023 - 13:16
Emilson do Amparo foi encontrado morto, no dia 8 de dezembro, dentro de uma piscina
Emilson do Amparo foi encontrado morto, no dia 8 de dezembro, dentro de uma piscina -

Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) prenderam, neste domingo (17/12), uma mulher acusada de dopar e matar o ex-companheiro em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Emilson do Amparo foi encontrado morto, no dia 8 de dezembro, dentro de uma piscina.

O caso foi registrado, inicialmente, na 71ª DP (Itaboraí), que realizou as primeiras diligências para apurar as circunstâncias do óbito. A perícia apontou que a morte foi causada por hipoxemia por constrição cervical causada por asfixia mecânica. Os agentes também apreenderam cartelas vazias de remédios controlados e um produto extremamente tóxico de uso veterinário.


Leia mais: 

Polícia investiga morte de pedreiro em Itaboraí


A DHNSG deu continuidade às investigações e apurarou que o casal possuía um histórico conturbado, com tentativas de suicídio e homicídio por parte da mulher, que não concordava com o término do relacionamento.

De acordo com a delegacia, um vídeo apreendido também mostra a vítima extremamente dopada e letárgica, momentos antes de ser morta. A acusada confessou o crime, alegando legítima defesa, teoria que foi afastada após análise de seu prontuário médico e outros dados.

Matérias Relacionadas