Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,0475 | Euro R$ 5,3332
Search

Polícia Civil resgata mulher e criança mantidas em cativeiro

A ação contou com apoio da Polícia Militar

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 16 de outubro de 2023 - 11:14
Vítima conheceu agressor pela rede social
Vítima conheceu agressor pela rede social -

Agentes da 152ª DP (Duas Barras) prenderam, ontem (15), um homem que manteve uma mulher, de 28 anos, e uma criança, de 1 ano, em cativeiro em uma casa no município de Duas Barras, Região Serrana do Rio de Janeiro. A ação contou com apoio da Polícia Militar.

Segundo os agentes, a mãe da mulher comunicou o desaparecimento da filha, residente no município de Além Paraíba, em Minas Gerais, no dia 15 de outubro deste ano. Ela também disse que a vítima conheceu um homem por meio de uma rede social e foi até a cidade de Duas Barras para encontrá-lo pessoalmente.


Leia também:

➢ Rio já contabiliza quase 500 apreensões de fuzis este ano

➢ Homem é detido após agredir companheira durante show em Maricá


Após perder contato com a filha por horas, recebeu uma mensagem informando que ela estaria sendo mantida em cativeiro em uma casa com sua bebê pelo homem que conheceu na internet. A vítima relatou para a mãe que estava sendo agredida e ameaçada, mas conseguiu enviar a localização aproximada do local pelo GPS do celular.

Os policiais foram em diligência para o distrito de Monnerat, em Duas Barras, verificar a informação e encontraram uma casa toda fechada, que chamou a atenção. Os agentes baterem à porta, o suspeito atendeu e a vítima saiu da residência correndo e chorando, com a filha no colo.

A mulher confirmou que era mantida em cárcere privado há três dias e vinha sofrendo agressões físicas e psicológicas, além de ser ameaçada de morte. Ela também afirmou que foi obrigada a manter relações sexuais com o suspeito.

No imóvel, os policiais viram toalhas nas janelas para que ninguém visse o que estava acontecendo lá dentro. Na casa, não havia fogão ou geladeira. A vítima informou que estava dormindo com sua filha em um colchão sujo no chão e que estava sem se alimentar regularmente desde que chegou ao cativeiro.

O homem foi preso em flagrante pelos crimes de estupro e cárcere privado.

Matérias Relacionadas