Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Ex-diretor do Vasco é preso após ameaçar família armado

Ex-dirigente estava dirigindo embriagado na Rodovia Presidente Dutra

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 15 de outubro de 2023 - 18:22
Franck participou da direção de futebol do cruz-maltino em 2012
Franck participou da direção de futebol do cruz-maltino em 2012 -

Um empresário e ex-diretor de futebol do Vasco da Gama foi preso no último sábado (14) após ser capturado embriagado e armado ameaçando uma família na rodovia Presidente Dutra, na altura do bairro Piraí, no interior do estado do Rio. Identificado como Franck de Sá Assunção, o acusado já foi preso em outra ocasião por ameaça com arma de fogo.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma família relatou ter sofrido ameaças de um homem armado enquanto passavam por um posto de combustível na região da Serra das Araras. Os agentes conseguiram localizar o suspeito com base no relato das vítimas. O homem, porém, não obedeceu à ordem de parada da Polícia, o que deu início a uma perseguição na via.


Leia também:

➢ Homem é preso por tentativa de homicídio em Cabo Frio

Narrador afirma que Neymar xingou presidente da CBF após jogo da Seleção 


Os policiais precisaram seguir o carro por cerca de um quilômetro, em alta velocidade, até que o acusado parasse. Durante a abordagem, foram encontradas uma pistola de calibre 9mm, além de dois carregadores e dezesseis munições, no interior do veículo.

Franck, que tem 43 anos e trabalhou na diretoria do Vasco em 2012, durante a gestão Roberto Dinamite, apresentou um certificado de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC). Apesar disso, o teste de alcoolemia detectou que ele estava alcoolizado. Ele teria ainda, durante a abordagem, perguntado aos agentes se estava sendo abordado por ter deixado de pagar pelo abastecimento feito em um posto de combustíveis na via.

Por conta disso, ele foi autuado por desobediência e porte de arma de fogo e levado para a 94ª DP (Piraí), que registrou a ocorrência. Essa é sua segunda passagem pela Polícia pelo crime. Em 2021, no município de Campinas, em São Paulo, ele foi detido após ameaçar e agredir um motorista de aplicativo enquanto portava uma arma de fogo.

Matérias Relacionadas