Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

PMs são presos por suspeita de terem ligação com morte de adolescente

O jovem foi morto durante operação na Cidade de Deus

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 06 de setembro de 2023 - 20:04
Pais de Thiago Flausino
Pais de Thiago Flausino -

Nesta quarta-feira (7), quatro policiais militares foram presos preventivamente, suspeitos por terem envolvimento com a morte de Thiago Menezes Flausino, 13 anos, na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. 

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Roni Cordeiro de Lima, Diego Pereira Leal, Aslan Wagner Ribeiro de faria e Silvio Gomes dos Santos por crime de fraude, pois segundo investigações, os PMs implantaram uma pistola e munição na cena do homicídio, atribuindo ao adolescente.  

Além deles, o capitão Diego Geraldo de Souza, que comandava a operação foi alvo de mandado de busca e apreensão, e denunciado por fraude processual por omissão e prevaricação, sendo afastado da função pública. 

O jovem estava na garupa de uma moto quando foi baleado, no dia 07 de Agosto, em uma operação da Polícia Militar na Cidade de Deus. Thiago Flausino não possuía ficha criminal. 


Suspeitos de financiarem atos antidemocráticos são alvos da PF

Homem mata a mulher e depois tira a própria vida em Niterói


Em depoimento, o policial militar, Diego Leal, afirmou que realizou quatro tiros na operação, e que, depois, encontrou o jovem morto com a pistola ao seu lado. O cabo ainda informou que não prestou socorro ao garoto, devido aos moradores do local estarem "hostis" com a situação. 

O PM, Aslan Faria, declarou que também efetuou disparos, porém nenhum deles foi no momento em que encontrou o adolescente. 

E ainda, o Cabo Cordeiro relatou que não utilizou sua arma de fogo na operação.

Por fim, a investigação segue em andamento pela Promotoria de Justiça de Investigação Penal e pela Delegacia de Homicídio da Capital. 

Matérias Relacionadas