Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,2527 Euro down 5,5051
Search

Guerra do tráfico se intensifica em Niterói e internautas relatam cancelamento de aulas na UFF

Boatos que circulam nas redes sociais afirmam que traficantes ordenaram toque de recolher na cidade

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 26 de maio de 2022 - 20:50
Traficantes se exibem durante invasão ao Morro do Palácio
Traficantes se exibem durante invasão ao Morro do Palácio -

A guerra do tráfico protagonizada por bandidos ligados ao Comando Vermelho (CV) e ao Terceiro Comando Puro (TCP), em Niterói, se intensificou. Nesta quinta-feira (26), segundo relatos na redes sociais, a Universidade Federal Fluminense (UFF) precisou cancelar as aulas no período da noite por conta de ameaças de toque de recolher.

O confronto entre os criminosos começou há pelo menos 10 dias quando traficantes do TCP invadiram o Morro do Estado, no Centro da cidade, e conseguiram conquistar os pontos de venda de drogas que antes era mantido pelo CV. Após se estabilizar na comunidade, os traficantes do TCP se dirigiram para o Morro do Palácio, no Ingá, na Zona Sul, onde seguem travando uma guerra pelo controle da localidade.


Leia mais

Nova guerra do tráfico leva terror a Niterói


Depois de alguns dias de aparente calmaria, o clima ficou tenso novamente nesta quinta. Nas redes sociais, diversos relatos mostram que a UFF precisou cancelar as aulas em forma de prevenção.

"UFF cancelando aula por causa de guerra de facção", escreveu uma internauta. "As aulas foram canceladas", resumiu outra.

Além do perigo dos tiros e da movimentação de bandidos armados pela cidade, circula, também nas redes sociais, um boato de que os traficantes teriam ordenado toque de recolher na cidade a partir das 18h. Apesar do policiamento reforçado em diversas regiões, as ameaças amedrontaram moradores.

"Parece q ta tendo briga de faccao em Niterói. Inga e outros bairros estão com toque de recolher (sic)", escreveu uma internauta. "O caos que vai estar Niterói com esse tour de guerras entre facções disputando dois morros, tô assustada (sic)", concluiu outra.

A UFF confirmou que algumas aulas foram suspensas, mas negou que o motivo fosse por segurança. Segunda a universidade, em nota, "A Superintendência de Operações e Manutenção da UFF notificou no dia de ontem, 26 de maio de 2022, que a partir das 20 horas, haveria previsão de execução de reparos na rede de energia elétrica de parte do campus do Gragoatá. Os reparos iriam afetar o fornecimento de energia elétrica dos Blocos A, B e C do Campus.

Sendo assim, foi solicitado que tal informação fosse compartilhada com docentes e estudantes das unidades do IACS e Faculdade de Educação, que possuem disciplinas alocadas no Bloco A. Também foi orientado que a equipe da UFASA Bloco A informasse os usuários que lá chegassem", finalizou a nota.

Durante a tarde, o 12ºBPM (Niterói) usou as redes sociais para acalmar a população e informar que reforçou o policiamento em determinadas áreas da cidade.

"O 12º BPM informa que as ações policiais são precedidas de informações do setor de inteligência e de órgãos oficiais, sendo executadas com base em protocolos técnicos com foco central na preservação de vidas da população local e de policiais militares envolvidos na ações. O comando do 12ºBPM (Niterói) determinou dar prosseguimento ao policiamento reforçado nas regiões central, sul e norte, salvaguardando os moradores da localidade e buscando aumentar a sensação de segurança."

Matérias Relacionadas