Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em endereços de Gabriel Monteiro

A ação ocorre nesta quinta-feira (07)

Escrito por Redação 07/04/2022 14:29, atualizado em 07/04/2022 09:17
Monteiro é um dos alvos da ação
Monteiro é um dos alvos da ação . Foto: Reprodução/Internet

A Polícia Civil está cumprindo 11 mandados de busca e apreensão contra suspeitos que estariam envolvidos no vazamento de um vídeo íntimo do vereador Gabriel Monteiro (PL) tendo relações sexuais com uma jovem de 15 anos. Monteiro é um dos alvos da ação. Apesar de a jovem ter prestado depoimento na delegacia afirmando que a relação foi consensual, a reprodução das imagens, que foram vazadas para a internet, é crime. Por isso, o juiz Guilherme Chaves determinou as ações desta quinta-feira (07). 

Os policiais estiveram realizando a ação no Gabinete de Monteiro na Câmara dos Vereadores do Rio, na casa dele na Barra da Tijuca e em outros endereços de assessores do político. Nesses locais, foram recolhidos diversos eletrônicos, como notebooks, tablets, celulares, kindles, smartphones e outros. Os aparelhos eletrônicos serão investigados para entender como o vídeo em questão foi vazado e se algum dos suspeitos é o culpado pelo crime. Os sigilos telefônicos de Gabriel e de outros suspeitos também foram solicitados.

Caso o crime seja de autoria de algum dos acusados, eles podem responder pelo crime de distribuição de material pornográfico envolvendo menores. 

Gabriel Monteiro é investigado também pelo Conselho de Ética da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro por quebra de decoro. Gabriel é acusado de crimes como violação dos direitos da criança, uso indevido de servidores da Câmara e assédio sexual. Vale lembrar que alguns desses crimes foram expostos em reportagens do Fantástico, da TV Globo. Caso seja considerado culpado, o vereador pode perder seu mandato.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas