Senador Chico Rodrigues, flagrado com R$ 33 mil em cueca, pede licença do cargo

Afastamento pode não impedir senador de ser julgado pelo STJ

Enviado Direto da Redação
Chico Rodrigues se adianta e pede afastamento de 90 dias do cargo

Chico Rodrigues se adianta e pede afastamento de 90 dias do cargo

Foto: Divulgação

O senador Chico Rodrigues, flagrado pelo Polícia Federal escondendo R$ 30 mil em espécie na cueca, pediu afastamento do cargo por 90 dias. Em nota, a defesa do senador informou que o pedido de licença é irrevogável e sem recebimento de salários neste período.


O parlamentar era vice-líder do governo de Bolsonaro na Casa e saiu de cena após ser flagrado pela Polícia Federal com R$ 33.150 na cueca, sendo R$ 15 mil em maços de dinheiro entre suas nádegas, na última quarta (14). Chico Rodrigues foi alvo da operação que investiga desvios em verbas de combate à Covid-19.

Chico Rodrigues era vice-líder do governo Bolsonaro na Casa
Chico Rodrigues era vice-líder do governo Bolsonaro na Casa | Foto: Divulgação

 

Marcado para esta quarta (21) o julgamento de Chico Rodrigues


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para quarta (21) o julgamento sobre o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) do cargo. Após a decisão que for tomada pela Corte, o Senado ainda precisará referendar a posição do colegiado. 

Veja também