Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Um ano após atos golpistas, operação da PF mira mentores do 08/01

Nova fase da operação cumpre um mandado de prisão e 46 de busca e apreensão

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 08 de janeiro de 2024 - 17:50
Ação tenta encontrar responsavéis pelo financiamento das manifestações golpistas em Brasília
Ação tenta encontrar responsavéis pelo financiamento das manifestações golpistas em Brasília -

A Polícia Federal iniciou, nesta segunda-feira (08), a 23ª fase da operação que busca encontrar e punir os nomes acusados de financiarem os atos golpistas que culminaram na invasão a sede dos Três Poderes, em Brasília. A nova etapa da "Operação Lesa Pátria" começa no dia em que as manifestações completam um ano. 

Os agentes visam cumprir um mandado de prisão preventiva contra um empresário, acusado de financiar um ônibus que levou manifestantes de Salvador, na Bahia, até Brasília. Além disso, eles cumprem ainda 46 mandados de busca e apreensão em pelo menos doze estados do país.


Atos golpistas completam um ano; leia mais sobre:

➢ Atos pró-democracia marcam um ano de ações golpistas de 8 de janeiro

➢ Michelle Bolsonaro faz homenagem a preso do 8 de janeiro: 'Patriota Clezão' 

Manifestantes golpistas planejavam enforcar Alexandre de Moraes


As ações desta segunda (08) acontecem no Rio Grande do Sul, na Bahia, no Mato Grosso, em Goiás, em Minas Gerais, no Maranhão, no Paraná, em Rondônia, em São Paulo, no Tocantins, em Santa Catarina e no Distrito Federal, de acordo com a PF. A identidade dos alvos não foi divulgada pela corporação.

Ainda de acordo com a Polícia, os investigados podem ser julgados pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Matérias Relacionadas