Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Frente Parlamentar é criada para apoiar imigrantes e refugiados em Niterói

As reuniões da Frente Parlamentar serão públicas e abertas à participação da sociedade civil

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 06 de dezembro de 2023 - 10:40
Câmara Municipal de Niterói ganhou nova frente parlamentar
Câmara Municipal de Niterói ganhou nova frente parlamentar -

Foi lançada oficialmente a Frente Parlamentar de Acompanhamento e Solidariedade à População Imigrante e Refugiada da Câmara Municipal de Niterói, no último dia 28. O grupo tem o objetivo de fornecer apoio e criar um espaço de debate, acompanhamento e elaboração de políticas públicas destinadas aos estrangeiros que ingressaram na cidade nos últimos anos.

O evento contou com a presença ativa do movimento organizado de imigrantes negros de Niterói, representado pela Associação Lu Ñepp Bokk, que reúne cerca de 50 senegaleses, guineense e malianos. Eles tiveram a oportunidade de apresentarem suas dificuldades em viver em Niterói. O preconceito racial e a xenofobia foram pontos apresentados por todos. A associação está sob a liderança do consultor de imagem e técnico em moda Ousmane Mbaye, reconhecido por sua liderança e luta por direitos civis e sociais.


Leia também:

Prefeitura do Rio promove Seminário sobre Boas Práticas de Inclusão e Acessibilidade

Acusados por crime de ódio a Vini Jr. podem pegar 4 anos de prisão 


“Nós não buscamos benefícios, mas sim uma possibilidade de trabalho e respeito. Estamos regularizados no Brasil e gostaríamos de nos sentirmos como cidadãos. Precisamos da ajuda de vocês para que consigamos enfrentar os desafios diários da vida de imigrantes. Por exemplo, a maioria de nós trabalha como camelô e não consegue a licença por burocracias, que muitas vezes são pautadas por preconceitos”, conta Ousmane.

Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Frente, a vereadora Benny Briolly (PSOL), o encontro foi de suma importância para a construção de uma política inclusiva em Niterói, voltada ao acolhimento e à criação de oportunidades para todos que escolhem viver na cidade.

“Esta primeira reunião foi muito aguardada e aconteceu finalmente no Novembro Negro, uma campanha que visa recordar e evidenciar lutas e resistências da população negra contra o racismo, preconceito, discriminação racial e desigualdades sociais. [...] Juntos, buscamos a formulação de políticas públicas destinadas a oferecer apoio, assistência e garantia de direitos para a população imigrante”, explica Briolly.

Também estiveram presentes no evento os vereadores Anderson Pipoco (PT), vice-presidente da Frente, e Paulo Eduardo Gomes (PSOL), além de estudantes, advogados e pesquisadores. As reuniões da Frente Parlamentar serão públicas e abertas à participação da sociedade civil, sendo realizadas periodicamente nas datas e nos locais estabelecidos por seus membros.

Matérias Relacionadas