Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1944 Euro up 5,4463
Search

Farra dos cachês em Rio Bonito: artistas receberam 241 vezes mais do que previsto para idosos

Prefeito gastou cerca de R$2 milhões com festejos, enquanto Fundo Municipal do Idoso tem orçamento de somente R$ 5 mil

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 10 de junho de 2022 - 20:38
Prefeito gastou cerca de R$2  milhões com festejos, enquanto Fundo Municipal do Idoso tem orçamento de somente R$ 5 mil
Prefeito gastou cerca de R$2 milhões com festejos, enquanto Fundo Municipal do Idoso tem orçamento de somente R$ 5 mil -

Como O SÃO GONÇALO vem mostrando em série de reportagens, o prefeito de Rio Bonito, Leandro Peixe (Republicanos) gastou cerca de R$ 2 milhões na festa de 176 anos da cidade, a maior parte em cachês de artistas famosos, como Zezé di Camargo e Luciano, Ludmila, Ferrugem, entre outros. O que chama a atenção e vem gerando críticas da população é que o valor gasto com os quatro dias de festejos supera o orçamento anual de quatro secretarias e dois fundos municipais. Só em cachês o prefeito gastou R$ 1.207.650,00. O valor é 241 vezes maior do que o previsto para o Fundo Municipal do Idoso da cidade em todo o ano de 2022, que de acordo com o Orçamento municipal é de apenas R$ 5 mil. Levando em conta os gastos totais de mais de R$2 milhões, o valor supera em 400 vezes o previsto para o Fundo dos idosos.

Os valores representam, também, bem mais do que o prefeito reservou no orçamento para investir durante todo o ano de 2022 com as secretarias de Cultura e Turismo (R$ 957 mil); de Saúde (R$ 3 mil), de Assistência Social (R$ 3 mil); de Comunicação Social (R$ 526 mil); e na Controladoria Geral do Município (R$ 59 mil), o que totaliza R$ 1.548.000,00 para todo o ano de 2022, conforme a Lei orçamentária de 20 de dezembro de 2021.


Leia mais

Prefeito de Rio Bonito paga cachês de R$ 825 mil a Zezé di Camargo, Ludmila e Ferrugem

Rio Bonito: cachês pagos por prefeito a artistas garantiria merenda de 39 escolas da cidade

Farra dos cachês em Rio Bonito: artistas receberam mais do que orçamento anual de seis secretarias


De acordo com a Lei Orçamentária Anual da cidade, o orçamento de 2022 da própria Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SEMCUT), responsável por organizar os festejos e contratar os artistas, é menor do que o cachê pago aos cantores convidados: enquanto o valor pago pelos shows foi de R$ 1. 207.650,00 (Um milhão, duzentos e sete mil e seiscentos e cinquenta reais), a Secretaria de Cultura e Turismo conta com previsão orçamentária de apenas R$ 957 mil para todo ano de 2022. De acordo com a lei orçamentária assinada pelo prefeito Leandro Peixe (Republicanos), em 21 de dezembro de 2021 e publicada no Diário Oficial da cidade, esse valor seria destinado a gastos com infraestrutura turística, manutenção da Biblioteca Municipal, promoção e divulgação de eventos e serviços públicos e implementação de um centro cultural na antiga estação ferroviária da cidade.

Imagem ilustrativa da imagem Farra dos cachês em Rio Bonito: artistas receberam 241 vezes mais do que previsto para idosos
 

Ainda de acordo com a Lei Orçamentária de Rio Bonito, as secretarias municipais de Assistência Social e de Saúde têm o orçamento previsto de R$ 3 mil. O valor é apenas 0,30% do cachê de mais de R$ 1 milhão destinados aos artistas que se apresentaram no início do mês.

Cachês pagos:

Eugênio Jorge - R$ 27, 5 mil

Cassiane - R$ 65 mil

Fernanda Brum - R$ 85 mil

Ferrugem - R$ 200 mil

Ludmilla - R$ 250 mil

Zezé di Camargo e Luciano - R$ 375 mil

Gastos com infraestrutura -  R$ 627.812,00

Total: R$ 1.750.462,00 (Um milhão, setecentos e cinquenta mil e quatrocentos e sessenta e dois reais)

Matérias Relacionadas