Caixa rescinde contrato com empreendimento do MCMV do Anaia

Banco irá substituir empresa responsável

Enviado Direto da Redação
Banco irá substituir empresa responsável

Banco irá substituir empresa responsável

Foto: Divulgação


Por Thiago Soares

Depois da denúncia de O SÃO GONÇALO, feita em matéria publicada nesta segunda-feira (18), de que as obras do 'Programa Minha Casa, Minha Vida' do Anaia estavam paralisadas há pelo menos dois meses, a Caixa Econômica Federal informou que rescindiu contrato com a construtora que estava responsável pelo empreendimento.

"A Caixa informa que a construtora responsável pelo empreendimento Cidade Verde, em São Gonçalo, não concluiu as obras nem apresentou a legalização pertinente, razão pela qual houve a rescisão do contrato", informou em nota.

O banco informa ainda que já iniciou o trabalho de substituição da empresa e que só depois de tudo concluído poderá definir um prazo para a entrega das chaves aos beneficiários.

"A Caixa esclarece que já foram iniciados os trâmites para substituição da empresa e conclusão dos serviços pendentes e, somente após a contratação de uma nova empresa será possível definir o prazo para entrega das unidades aos beneficiários".

Na denúncia, O SÃO GONÇALO informou que os contemplados foram chamados para fazer vistorias nos apartamentos no mês de setembro deste ano, onde foram encontrados pequenos reparos a serem feitos. Apesar disso, o Governo Federal, responsável pelo programa, deu um prazo de três meses para a entrega das chaves com os reparos realizados.

Desde então, as obras estão paralisadas no local. As chaves dos apartamentos e documentos dos imóveis foram encontrados em uma sala abandonada, jogados pelo chão.

Veja também