Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Rio Cricket perde Marco Madeira, lendário capitão de time de veteranos do clube

Ex-presidente da agremiação faleceu de causas naturais, aos 82 anos. Ele era muito querido, por ter dedicado mais da metade da vida à histórica agremiação da Zona Sul de Niterói

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 27 de março de 2024 - 19:38
Marco Madeira (terceiro em pé da esquerda para a direita) era muito querido no clube
Marco Madeira (terceiro em pé da esquerda para a direita) era muito querido no clube -

O Rio Cricket, um dos mais tradicionais e antigos clubes de Niterói, está de luto por causa do falecimento do ex-presidente Marco Madeira, aos 81 anos, de causas naturais. Ele era uma figura muito querida na agremiação, exatamente por ter mais da metade da idade dedicados ao clube. Há cinquenta anos, Madeira, junto com um grupo de associados, fundou o time de veteranos do Rio Cricket, o 'Madeirão', batizado, na época da criação, para homenageá-lo. 

Vários integrantes do Rio Cricket compareceram ao sepultamento de Marco, realizado na última sexta-feira (26), no Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba, Niterói. As partidas realizadas pelo 'Madeirão', sempre foram muito prestigiadas no Rio Cricket. Sempre que o  clube jogava, dezenas de associados iam ao local especialmente para torcer pelo clube no histórico gramado de Icaraí. 

Uma das 'relíquias' deixadas por Marco Madeira é um caderninho de anotações, com grande quantidade de informações preciosas sobre o 'Madeirão', que já fez cerca de 700 partidas no Rio Criket e em outros campos da região no âmbito do futebol amador. Madeira, o 'eterno capitão' do time, que foi engenheiro da Petrobrás e casado com a professora de tênis Norma Madeira. E deixa quatro filhos - Marcelo, Gisele, Marco e Márcio -, além de três netos. 

 Para quem não saber, o Rio Cricket também fez parte da histórico do surgimento do futebol no Estado do Rio, ao sediar, em Niterói, em 22 de setembro de 1901, a primeira partida oficial, entre jogadores do clube e do Payssandu, do Rio de Janeiro. A partida, qeu terminou empatada em 1 a 1, é tida como um marco para o desenvolvimento do futebol profissional, que nos anos subsequentes, iria se transformar na maior paixão brasileira. 


Leia também:

Polícia Civil prende mãe e líder religioso envolvidos em estupro de vulnerável

Fim do sonho: gonçalense é eliminada do BBB com 88,33% dos votos


Matérias Relacionadas