Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2089 | Euro R$ 5,5496
Search

Adeus, verão! Outono começa oficialmente nesta quarta (20)

Nova estação pode ter temperatura acima da média

relogio min de leitura | Escrito por Redação e Agência Brasil | 20 de março de 2024 - 09:15
Outono ainda deve sofrer com os efeitos do El Niño
Outono ainda deve sofrer com os efeitos do El Niño -

Adeus, verão! Olá, outono! A estação das altas temperaturas terminou, oficialmente, no início da madrugada desta quarta-feira (20), dando espaço à temporada do clima mais ameno e dos ventos e nevoeiros. Porém, o outono deste ano, que está previsto para terminar no dia 21 de junho, às 17h51, ainda deve sofrer com os efeitos do fenômeno El Niño e deve ter temperaturas acima da média.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), este verão foi mais quente na comparação com os três últimos verões. E, de acordo com prognóstico do Inmet em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o outono deve continuar com índices acima do comum, uma vez que a estimativa de abril a junho aponta que a temperatura pode ficar 1°C maior que média em parte do Sudeste.

Imagem ilustrativa da imagem Adeus, verão! Outono começa oficialmente nesta quarta (20)

Leia também:

Idosa sofre golpe do empréstimo consignado e tem prejuízo de 15 mil reais

MPRJ e Corregedoria da PM fazem operação para prender 19 policiais apontados como segurança do bicheiro Rogério Andrade 


Em relação às precipitações, no Rio de Janeiro, a tendência é de chuva próxima e ligeiramente abaixo da média. Já especialmente em áreas de São Paulo e sul de Minas Gerais, é previsto chuva com total podendo atingir valores ligeiramente acima do comum.

O Inmet e o Inpe preveem que os meses de abril, maio e junho serão mais quentes na comparação com a média dos últimos anos. A exceção é para o centro-sul do Rio Grande do Sul, onde as temperaturas são previstas dentro da normalidade.

Segundo a coordenadora-geral do Inmet, Márcia Seabra, em algumas áreas, a temperatura pode ficar até 1 ou 2 graus acima da média durante todo o período. Para a meteorologista, além de fenômenos como El Niño e La Niña, as diferenças de temperatura durante o outono deste ano podem ser explicadas pelo aquecimento global.

“Já fica muito difícil hoje a gente falar que está mais quente por causa do El Niño. É mais plausível dizer que a temperatura está subindo, sim, por causa do aquecimento global e de mudanças climáticas. Porque, independentemente do [fenômeno] El Niño, as temperaturas estão ficando muito elevadas – foi o que a gente viu no ano passado. Isso, provavelmente, deve ser alguma coisa a que se tenha de adaptar: o fato de as temperaturas tenderem a ficar mais elevadas independentemente dos fenômenos El Niño ou La Niña”, explica.

O outono é uma estação de transição entre o verão quente e úmido e o inverno frio e seco, principalmente no Brasil Central. Neste período, as chuvas são mais escassas no interior do Brasil, em particular no semiárido nordestino. Esta estação também é caracterizada por incursões de massas de ar frio, oriundas do sul do continente, que provocam o declínio das temperaturas do ar, principalmente na Região Sul e parte da Região Sudeste.

Matérias Relacionadas