Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Vini Jr. pede punição após ser chamado de 'chimpanzé' em jogo da Champions League

Jogador do Real Madrid sofreu ataques racistas mesmo sem estar em campo, já que o confronto era entre Atlético de Madrid e Inter de Milão

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de março de 2024 - 13:43
O jogador sofreu ataques racistas em mais de 20 jogos nos últimos dois anos
O jogador sofreu ataques racistas em mais de 20 jogos nos últimos dois anos -

O atacante Vinicius Júnior, do Real Madrid, cobrou punição da Uefa pelos ataques racistas recebidos durante o confronto entre Atlético de Madrid e Inter de Milão, na última quarta-feira (13), pela Champions League. Antes da partida, que classificou o Atlético às quartas de final, torcedores entoaram o coro "Alé Alé, Alé, Vinícius chimpanzé", na entrada do Estádio Metropolitano. A canção original é: ‘Alé, alé, alé, Atleti te amo, contigo até o final”.

Em sua conta do X (antigo Twitter), o brasileiro pontuou que as injúrias racistas acontecem mesmo em jogos em que ele não está presente, como o desta semana.


Leia mais

Seis anos após assassinato, instituto mantém legado de Marielle vivo

Acidente na Alameda São Boaventura deixa um ferido


"Espero que vocês já tenham pensado na punição deles. @ChampionsLeague @UEFA, é uma triste realidade que passa até nos jogos que eu não estou presente", disse o jogador.

A LaLiga afirmou, em nota, que irá denunciar os atos racistas contra o jogador, mesmo que a partida seja de outra competição.

"A LALIGA denunciará perante a Procuradoria de Combate ao Ódio os lamentáveis cânticos racistas contra Vinicius Jr. antes do jogo de ontem da UEFA Champions League entre o Atlético de Madrid e a Inter de Milão, mesmo que o jogo seja em outra competição e mesmo que os cânticos tenham ocorrido fora do estádio. A LALIGA está muito empenhada em fazer do futebol um espaço livre de ódio e continuará combatendo implacavelmente qualquer atitude de racismo, homofobia, violência, ódio... seja qual for a competição".

No Campeonato Espanhol, o jogador sofreu ataques racistas em mais de 20 jogos nos últimos dois anos.

Matérias Relacionadas